?Queimaduras solares: como prevenir e tratar??

Queimaduras solares são bastante comuns nessa época de verão, pois muitas pessoas acabam exagerando no tempo de praia, na piscina etc. Apesar de ser mais comum de acontecer nas crianças, os adultos também sofrem com as queimaduras solares. Seja como for, elas são sempre consequência da exposição ao sol sem uma proteção adequada.

Vamos listar agora um guia bem completo para ajudar você a se prevenir e também combater as queimaduras solares, além de explicar todas as consequências que elas podem desencadear para a saúde da sua pele.

O que são queimaduras solares e como elas surgem?

Em suma, são queimaduras causadas pela exposição excessiva da pele aos raios UV. Sempre que a temperatura aumenta e a estação favorece as visitas às praias ou piscinas, os casos de queimaduras solares aumentam drasticamente e causam muitos problemas, o que pode comprometer as férias e a viagem.

O principal sintoma de uma queimadura solar é a vermelhidão na pele, que fica extremamente sensível, devido à perda de hidratação, o que muitas vezes a deixa com aspecto ressecado e pegajoso. Além disso, a a camada mais externa da pele acaba descascando e causando uma sensação bem incômoda de dor e ardência. Nos casos mais graves de queimadura solar, a pele pode até mesmo apresentar bolhas.

O horário recomendado para a exposição ao sol é antes das 10:00 e após as 16:00, ou antes das 11:00 e após as 17:00 nas regiões que tem horário de verão, no entanto, muitas pessoas não respeitam esse horário e acabam expondo a pele ao sol por grandes períodos de tempo dentro desses horários não recomendados, o que causa as queimaduras solares. Há casos ainda mais graves, quando algum elemento ácido se encontra na pele e é exposto ao sol. O mais grave de todos é quando o sumo do limão está na pele e entra em contato com o sol, o que deixa manchas permanentes na pele.

Quais as consequências das queimaduras solares e como preveni-las?

A melhor forma é evitar a exposição solar nos horários que citamos anteriormente. Mesmo que seja dentro do horário recomendado, é sempre bom usar um protetor solar de fator alto a fim de evitar doenças e problemas de saúde decorrentes das queimaduras solares.

A consequência mais grave que uma queimadura solar pode desenvolver é o câncer de pele, que surge quando a pele sofre tantas agressões que passa a se reproduzir de forma incorreta, criando então o câncer. O câncer de pele é considerado um dos mais perigosos e mortais tipos de câncer, e pode se tornar um problema enorme para a pessoa que o desenvolve.

Outra doença atrelada às queimaduras solares é o envelhecimento precoce da pele, que faz com que surjam rugas e marcas de expressão muito antes da hora.  Isso acontece porque quando há muita exposição solar sem proteção ou fora dos horários recomendados, a pele vai, pouco a pouco, perdendo a capacidade de se regenerar.

Como posso tratar as queimaduras solares?

Quando não forem muito graves, é possível amenizar as queimaduras solares com um tratamento caseiro, composto por uma mistura de algum analgésico leve (como dipirona ou paracetamol) e bastante hidratação no local, além de loções específicas para queimadura solar, que são vendidas em várias farmácias no país inteiro.

Já se for um caso de queimadura solar mais grave, que apresente bolhas no local, ou você apresente febre ou algum tipo de infecção na pele, procure um médico o quanto antes para que possa te orientar e fornecer um diagnóstico.

Aproveite essas dicas para deixar sua pele mais segura e evitar as queimaduras solares, que, ainda que sejam superficiais, são bastante desagradáveis. Seguindo essas dicas seu verão será muito mais tranquilo e livre de preocupações.

Confira o vídeo que separamos para você sobre o assunto:

Leave a Reply