?O que é o Parto Humanizado? Saiba mais aqui?

A gestação pode ser cheia de dúvidas e inseguranças, desde coisas simples como a cor que irá pintar a parede do quarto do bebê, até o nome e a escolha de como será realizado o parto. Pode parecer algo simples, e essa pergunta pode até mesmo nem chegar a passar pela mente de alguns pais e mães, mas é algo para se pensar. Com toda a certeza  valerá à pena tentar tornar seu parto um processo mais fácil e menos traumático.

Antes de mais nada: o parto humanizado não é classificado como um “tipo de parto”, mas um processo que consiste em tornar esse momento único (e também difícil) algo que seja mais natural e instintivo.  Para você pode ser um choque, mas as mulheres indígenas sempre deram à luz de agachadas nas cachoeiras. Isso pode soar bem estranho, mas muitos historiadores afirmam que partos feitos dessa forma eram a forma mais comum, e que isso foi  se modificando há alguns séculos para o parto da forma como conhecemos atualmente, que, infelizmente, causa muito mais dor e desconforto.

Como é feito um parto humanizado?

Quando falamos em parto humanizado, é essencial entender que existem somente dois protagonistas: a mãe e o seu bebê. O intuito do parto humanizado é proporcionar um ambiente no qual a mãe se sinta o mais confortável possível e que provoque a menor quantidade possível de stress para o bebê. Justamente por esse motivo, quando se opta pelo parto humanizado, alguns procedimentos que geralmente são feitos em hospitais, não são utilizados, como a indução do parto, o uso de anestesia, a raspagem dos pelos pubianos, tampouco a cesariana. A não ser, claro, que a gestante opte por querer usar algum desses procedimentos.

O Parto Humanizado é um processo que perdura por todo o período da gravidez. Da mesma forma que é feito com o parto normal, a mãe tem que se preparar e conversar muito com o seu cuidador, que geralmente é um médico obstetra ou ginecologista. Caso você esteja considerando a ideia de escolher esse processo, faça uma busca por médicos humanizados, ou seja, profissionais que realizem o parto humanizado.

O cuidador é importante no parto humanizado?

Como já citamos anteriormente, o parto humanizado tem seu foco em auxiliar a mãe e o bebê, por isso mesmo é muito importante manter contato frequente com o seu cuidador desde o início, visto que existem alguns cuidados que a mãe deve receber quando opta pelo parto humanizado. Como se inteirar sobre exercícios e massagens para estimular o períneo, preparando-o para a hora do parto, e também tomar consciência da necessidade ou não da anestesia.

No processo de parto normal, um dos procedimentos é a injeção com um hormônio sintético criado para imitar a ocitocina no corpo da mulher para causar a indução do parto. É justamente essa ocitocina produzida artificialmente que faz com que a dor do parto seja tão ruim. Durante um parto humanizado, esse procedimento não é realizado, e foi constatado que a gestante tem a capacidade de suportar a dor do parto. Ainda mais com a ajuda do seu cuidador, que pode oferecer um banho de água quente, massagens e também indicar posições corporais que ajudam a diminuir a intensidade da dor.

Depois do nascimento, o bebê não deve ir direto para o exame do pezinho, mas para os braços da mãe, para que ele se acalme e, o que é muito importante: para que esse primeiro contato entre mãe e filho seja o menos estressante possível, proporcionando dessa forma um maior estimulo para a amamentação, que é um processo que conecta mãe e filho.

Confira o vídeo que separamos para você sobre o assunto:

Leave a Reply