Categoria: Dicas e Truques

? Óleo de peroba: Quais são os benefícios? Como usar? Como fazer em casa? ?

O óleo de peroba vem sendo usado há muitos anos devido às suas propriedades benéficas à limpeza e conservação dos móveis de madeira. Por ser relativamente fácil de encontrar e não ter um preço muito elevado, vem sendo usado até os dias de hoje.

Leia esse post até o final e saiba tudo sobre o óleo de peroba, inclusive como fazer seu próprio óleo de peroba caseiro!

O que é óleo de peroba?

O óleo de peroba é um composto, feito a partir de diversos óleos e solventes vegetais e minerais.  “Óleo de Peroba” é, na verdade, o nome da merca de um produto destinado à limpeza e conservação de móveis de madeira. Super conhecido pelo seu custo/benefício, é considerado por muitos um dos melhores produtos com a finalidade de conservação de móveis de madeira, com um preço bem acessível.

Para que serve o óleo de peroba?

ele é amplamente usado na limpeza e conservação dos móveis de madeira, e é o responsável por remover todas as marcas de uso do móvel. Aplicando da forma correta é possível remover marcas de mãos, marca de objetos, sujeiras e até mesmo alguns arranhões superficiais.

Além disso, o óleo de peroba possui em sua fórmula componentes que ajudam a proteger a madeira independente do tipo dela, servindo não apenas para dar brilho aos móveis, mas para conservá-los, conferindo limpeza e um brilho incrível, além de uma alta durabilidade por muito mais tempo.

Como usar o óleo de peroba?

O modo de usar dependerá muito do tipo de móvel o qual você pretende aplicá-lo e também depende de outras questões, como se o móvel de madeira é exposto diretamente aos raios solares ou se fica em locais mais úmidos e fechados. Embora pareça super simples, esses fatores sempre tem que ser levados em consideração, pois seu objetivo é limpar os móveis deixando-os com mais brilho e conservação, e você só atingirá esse objetivo se usar o óleo de peroba da forma correta.

Caso o seu móvel fique exposto por mais tempo ao sol, o ideal é fazer uso do óleo de peroba com maior frequência, aplicando pelo menos 2 vezes ao mês. Se esse não for o caso, então o óleo deve ser aplicado apenas 1 vez a cada 3 meses, pois a sua aplicação excessiva poderá acarretar em uma camada do produto que acabará prejudicando o móvel ao invés de ajudar, e assim não atenderá seu objetivo.

Confira agora o passo a passo de como utilizar o óleo de peroba da maneira certa:

  1. Utilizando de uma flanela úmida, primeiramente retire toda a poeira e sujeira do móvel.
  2. Na sequência aplique o óleo de peroba em uma flanela seca e com movimentos circulares, aplique o produto por toda a extensão do móvel, deixando-o agir enquanto faz a própria aplicação.
  3. Com uma outra flanela seca, remova o excesso que ficou do óleo de peroba no móvel, também fazendo movimentos circulares, simulando o movimento de lustração.

Quais são os benefícios do óleo de peroba?

  • Deixa os móveis brilhosos e com um aspecto de renovado;
  • Conserva os móveis por um longo período;
  • Remove as sujeiras e algumas marcas de uso, como pequenos arranhões;
  • Possui fácil aplicação;
  • É de fácil acesso, podendo inclusive ser comprado em qualquer supermercado ou pela internet;
  • É um produto relativamente barato.

Como fazer o óleo de peroba em casa?

Se você quiser ainda mais praticidade, ainda poderá fazer seu próprio óleo de peroba usando apenas alguns minutinhos do seu tempo e 3 ingredientes!  Confira abaixo o passo a passo completo:

Ingredientes necessários:

  • ½ copo de azeite de oliva extravirgem;
  • ½ copo de vinagre de álcool;
  • 5 gotas de óleo de citronela ou outro de sua preferência.

Modo de preparo:

  1. Em um pote, coloque o vinagre e o azeite.  Em seguida misture até que fique homogêneo.
  2. Em seguida é só você acrescentar as gotas de óleo essencial de citronela ou do seu óleo essencial preferido e misturar novamente.
  3. Feito isso seu óleo estará pronto para ser usado imediatamente e você poderá deixar seus móveis lindos e lustrados. Mantenha seu óleo em um frasco devidamente vedado, para evitar que estrague em contato com o ar.

O óleo de peroba caseiro é uma opção incrível e super eficaz para quem já está acostumado com esse lustra móveis e não conseguiu encontrá-lo com facilidade na região onde mora, ou simplesmente não achou no mercado.

Confira o vídeo que separamos para você sobre o assunto:

? Envelopamento de geladeira: o que é? dicas e passo a passo! ?

A geladeira é um item imprescindível nos dias atuais, mas nem sempre é possível conseguir comprar uma geladeira que seja bonita e moderna, e é por isso mesmo que muitas pessoas acabam optando pelo envelopamento de geladeiraque consiste em aplicar um adesivo em toda a sua extensão a fim de dar uma cara nova para a boa e velha geladeira.

Se você quer mudar a aparência da sua geladeira, esse post foi feito para você! Leia até o final e veja várias dicas de envelopamento para deixar sua geladeira super estilosa e com cara de nova!

Envelopamento de geladeira em inox

Se você é mais clássica e gosta daquelas geladeiras em inox, mas não tem condições de comprar uma nesse momento, a boa notícia é que você pode fazer o envelopamento da sua geladeira, dessa forma você poderá deixar sua geladeira parecida com uma geladeira inox de forma rápida e, o melhor de tudo: sem gastar muito dinheiro!

Geladeira antiga

Por diversas vezes as geladeiras mais velhinhas acabam perdendo sua aparência, mas, ainda assim continuam funcionando em perfeito estado, inclusive superando algumas geladeiras modernas no desempenho. Por isso mesmo, muitas vezes ao invés de trocar de geladeira e correr o risco de gastar bastante dinheiro uma que não tenha um desempenho tão bom, uma ótima boa opção é fazer o envelopamento da geladeira!

Como dissemos anteriormente, o envelopamento de geladeira é super fácil e consiste na aplicação de um adesivo, que geralmente já vem na medida da geladeira (dependendo do modelo). Dessa forma, é só forrar a sua geladeira e dar um ar completamente novo e estiloso a ela e à sua cozinha por completo!

Além disso, as geladeiras mais velhas podem também ser envelopadas com diversas cores e modelos diferentes, que vão dos mais tradicionais, com estampas de bebidas, por exemplo, a modelos para quem ama o estilo retrô. É só escolher o modelo que mais combina com o estilo da sua cozinha e com a ideia que você quer passar e pronto!

Veja algumas ideias de envelopamento:

Envelopamento na cor amarela

O envelopamento para a sua geladeira na cor amarela está entre os mais pedidos da internet, pois a cor fica ótima nos mais variados estilos de decoração e trazem um ar mais retrô ao ambiente.

A cor amarela, além de ser chamativa, fica incrível combinada com branco ou com preto, por isso, não perde o estilo nem em cozinhas de cores mais escuras nem em cozinhas de cores mais claras.

Envelopamento de geladeira na cor azul

Da mesma forma que o amarelo, o envelopamento de geladeira na cor azul também é muito requisitado, pois combina com qualquer estilo de cozinha, sendo muito empregado também na decoração retrô, já que muitas geladeiras antigamente apresentavam estas cores. Vale reforçar que para um estilo retrô, o mais indicado são cores em tons pastéis.

Envelopamento de geladeira em aço escovado

Se você sempre desejou ter uma geladeira de aço inox ou de aço escovado, você tem uma alternativa bem mais barata, fazendo o envelopamento dela. Você pode, inclusive, investir em uma geladeira do modelo que deseja, porém na cor branca e fazer um envelopamento na cor de aço escovado!

Geralmente, as geladeiras na cor branca são super mais baratas que o mesmo modelo na cor aço escovado ou inox. Pesquisando bem ,você pode economizar até R$ 800,00, somente por ser na cor branca!

Passo a passo para fazer o envelopamento:

Se você pretende envelopar sua geladeira, veja a seguir o passo-a-passo:

Material necessário:

  • Papel contact
  • Tesoura
  • Régua
  • Fita métrica
  • Detergente
  • Pano
  • Estilete
  • Espátula

Modo de fazer o envelopamento:

  1. Anote todas as medidas da sua geladeira e adquira a quantidade de papel contact de acordo com essas medidas. Geralmente, indica-se usar o contact de 2 metros com 60 cm de largura, que acaba sendo o tamanho mais comum das geladeiras, dessa forma você evitará emendas no papel.
  2. Limpe toda a parte externa da sua geladeira usando o detergente e o pano.
  3. Depois de limpar, comece a aplicar o adesivo em sua geladeira de cima para baixo e do centro para as laterais. Use uma régua ou espátula para evitar o surgimento de bolhas.
  4. Depois de finalizar a aplicação do contact, passe a espátula em toda a extensão da geladeira para garantir que ela fique totalmente lisa.
  5. Passe novamente um pano úmido em toda a geladeira.
  6. Depois disso é só recortar os excessos com a ajuda de um estilete ou tesoura e o envelopamento estará pronto!

É importante fazer todo o processo com calma, para garantir um resultado perfeito sem bolhas de ar. Caso isso ocorra, basta fazer um furinho com uma agulha bem fina e passar o pano por cima, para fazer com que o ar acumulado saia e aquela parte possa ficar lisinha.

Confira o vídeo que separamos para você sobre o assunto:

? Ferro a vapor: Como funciona? Como escolher? Qual marca é melhor? Saiba AQUI! ?

Ainda que algumas pessoas tenham deixado de usá-lo, a verdade é que o ferro a vapor é um item simplesmente indispensável. Atualmente no mercado existem diversas opções de ferro, desde os mais clássicos, que funcionam sem água, até o ferro a vapor vertical. Todos os modelos possuem pontos negativos e positivos que devem ser levados em consideração na hora de comprar, sempre pensando nas suas necessidades, afinal, o ferro pode fazer com que sua tarefa de passar roupas seja bem menos cansativa, desde que seja feita a escolha certa.

Leia esse post até o final e fique por dentro dos principais modelos de ferro e quais as suas características!

Como funcionam os ferros a vapor?

O calor que emana do ferro faz com que as fibras do tecido se amassem até ficarem totalmente lisas. O vapor que sai do ferro ajuda muito, pois deixa essas fibras bem mais macias, o que torna as peças muito mais fáceis de se passar.

Ferro a vapor vertical

O Steamer, também chamado de ferro a vapor vertical, é amplamente utilizado em lojas, de modo que as vendedoras ou estoquistas possam passar rapidamente as roupas antes de inseri-las na vitrine ou então nas araras de forma mais rápida, sem a necessidade de usar uma tábua de passar, pois a maior praticidade do Steamer é justamente passar as roupas diretamente no cabide.

O Steamer também é conhecido como vaporizador de roupas, e geralmente vem acompanhado de uma luva térmica, afinal, é necessário segurar a peça de roupa no cabide ou no gancho enquanto está passando. Isso ajuda a tornar a tarefa bem mais rápida e prática.

É importante frisar que o ferro a vapor vertical é uma das melhores opções para fazer com que as suas roupas durem mais, pois nesse caso não existe, diferentemente do uso do ferro tradicional, o contato direto do tecido com uma chapa de ferro a uma temperatura altíssima, o que acaba deixando a roupa queimada e desgastada com o passar do tempo, ainda que não seja perceptível na hora.

Como escolher o modelo ideal?

Você deve se atentar para uma série de fatores na hora de fazer a escolha do seu ferro a vapor:

  • Procure um ferro a vapor que também tenha a opção de “passar a seco”, pois cada função é boa para um tipo de tecido específico;
  • Os melhores modelos de ferros a vapor tem a base feita de resilium (anodizada), pois esse material tem uma durabilidade super alta, não risca, é mais fácil de limpar, não mancha e desliza muito melhor sobre os tecidos.
  • Opte por modelos com desligamento automático, dessa forma você evitará acidentes caso esqueça o ferro ligado.
  • Praticamente todos os ferros a vapor atuais já vem com um sistema antigotejamento e de auto limpeza. Melhor ainda se tiver o recurso de Vapor Extra, pois ele pode deixar as roupas ainda mais lisas, principalmente se a roupa for de linho, por exemplo, que é mais difícil de passar.

Ferro tradicional ou ferro a vapor?

Na verdade, não é preciso escolher entre um e outro. Você pode simplesmente optar por um ferro a vapor que tenha também a opção a seco, dessa forma você terá o melhor dos dois!

Para o caso de roupas de seda, por exemplo, o vapor pode acabar manchando a peça, portanto, o recomendado é sempre usar a opção “a seco”.

Quais as melhores marcas?

Existem inúmeras marcas que vendem ferro a vapor atualmente, e por isso mesmo, o valor dele pode variar muito. Além disso, outro fator que afeta diretamente no preço é o material da base do ferro, que pode ser antiaderente, de cerâmica, quartzo ou resilium.

Independente da base, as marcas eleitas as melhores de 2018 foram a Philips-Walita, seguida pela Electrolux e depois a  Black & Decker.

É super importante frisar que cada uma dessas marcas têm várias opções diferentes de ferro a vapor, e que antes de escolher o ferro que você comprará, é sempre bom conferir as características de cada um deles na embalagem, e avaliar o melhor custo benefício para o seu bolso.

Vale a pena comprar um ferro a vapor?

Com toda a certeza vale. Como você pôde perceber, o ferro a vapor oferece muita praticidade para o seu dia-a-dia e facilita a sua vida! Imagina só sair de casa com a roupa toda amarrotada para um evento ou uma entrevista de emprego?! Não dá, né? Ainda mais que roupa amassada passa aquela aparência de desleixo para as outras pessoas.

Confira o vídeo que separamos para você sobre o assunto:

? Como Cuidar de Orquídeas? ?

A orquídea possui diversas espécies e as mais variadas cores, por isso mesmo encanta a todos com sua beleza exuberante. A escolha das orquídeas na hora de decorar um ambiente é sempre garantia de bom gosto e sofisticação. Além de decoração, muitas pessoas costumam presentear com orquídeas, o que é sempre de muito bom tom.

Se você está pensando em cultivar orquídeas, saiba que é fundamental se inteirar sobre todos os cuidados que se deve ter com esta planta, para que você possa tê-la por muitos anos. As orquídeas são plantas que se desenvolvem melhor em ambientes úmidos e com pouca luminosidade, como caules de árvores, em locais que não recebem muita luz solar direta, portanto, plantar sua orquídea em um local que receba bastante luz solar direta não é uma boa ideia.

Leia esse post até o final e aprenda a cuidar de orquídeas da forma correta, para que possam crescer saudáveis e desabrocharem em lindas flores para decorar sua casa e seu jardim!

Orquídeas dentro e fora de casa

Se você pretende começar o seu cultivo de orquídeas fora de casa, é super importante que o vaso que você irá utilizar seja de barro e não de plástico, pois os vasos de barro possuem buraquinhos que facilitam a drenagem de água, proporcionando a umidade na medida certa para que a flor possa se desenvolver. Caso a única opção seja utilizar um vaso de plástico, se assegure de que tenha os furinhos necessários, para que a planta não fique encharcada o tempo todo, pois isso prejudicará severamente seu crescimento e poderá até mesmo matar a planta.

Como regar corretamente?

A forma ideal de regar as orquídeas é de forma equilibrada, afinal, as orquídeas gostam de água e umidade, mas de forma exagerada elas podem não resistir e morrer “afogadas”. Molhe mais no período de verão e afunde o dedo no solo para verificar se está úmido o bastante, lembrando sempre do cuidado para não exagerar.

A orquídea possui diversas espécies diferentes, e algumas são capazes de reter muito mais água do que as outras. É sempre ideal ficar de olho no clima para mensurar a quantidade de água que deve ser utilizada.

Cultivando a orquídea dentro de casa

Se você irá cultivar a sua orquídea dentro de casa, é sempre importante manter o ar em circulação. Se sua casa não tiver grande circulação de ar vale deixar um ventilador sempre por perto, afinal, as orquídeas não se dão bem com ar parado e precisam do ar para se alimentar.

Quanto ao florescimento da sua orquídea, é preciso ter bastante paciência. Algumas espécies podem demorar um pouco mais do que outras, portanto, é fundamental ser paciente e cuidar da orquídea com muito amor. Algumas espécies só florescem quando estão mais maduras. Se está demorando mais do que o normal, verifique se o vaso em que ela está plantada não é pequeno demais. Se esse for o caso, transfira a planta cuidadosamente para um vaso maior, lembrando sempre da importância de um vaso com furinhos.

Seja cultivando a orquídea dentro ou fora de casa, o resultado é sempre satisfatório quando se cuida com carinho e quando ela florir você será recompensada com a beleza das suas flores.

Confira o vídeo que separamos para você sobre o assunto:

?Quarto infantil: como transformar o quarto de acordo com a idade??

O mais incrível de ver seus filhos crescendo é perceber as transformações que ocorrem dentro do corpo e da mente deles. Estar sempre ao lado de alguém durante essa fase de crescimento e desenvolvimento, sendo a principal referência é algo mágico e demanda muita responsabilidade..

Nesse post falaremos sobre decoração de quarto infantil e  como fazê-la de forma que ela possa ir se transformando ao mesmo tempo em que a criança, afinal, ela vai crescendo e mudando seus gostos e as suas preferências, além de algumas dicas para manter a base da decoração fixa, tendo apenas que mudar os detalhes!

O quarto e as mudanças com o crescimento

É sempre muito indicado que o quarto infantil tenha uma decoração modular. Depois que o bebê passa a ser uma criança e dorme em seu próprio quarto, é fundamental que seu quarto seja muito mais do que apenas um lugar para dormir. O quarto infantil é uma das primeiras formas que a criança tem para se expressar, e é uma parte fundamental na hora de desenvolver senso estético, de pertencimento e também de preservação das coisas ao seu redor.

A parte mais importante é fazer com que o quarto seja um ambiente o mais seguro possível. Proteja muito bem as quinas dos móveis e as tomadas para dar mais liberdade e segurança à criança. Outra dica importante é usar móveis mais baixos, pois eles permitirão que a criança tenha acesso aos brinquedos e também permitirá que ela mesma os guarde. Isso é super importante para criar na criança desde cedo a noção de responsabilidade e cuidado. Se você não tem móveis para tal função, pode usar caixas organizadores com temas diversos.

Veja algumas opções para a decoração:

Invista em uma pintura direta na parece (grafite): essa é uma forma ótima de fazer a decoração do quarto da criança, pois, embora tenha um valor relativamente alto, vai oferecer um diferencial que com certeza vai deixar a criança muito feliz por anos, principalmente se ela for fã de um personagem específico ou de um cenário de desenho animado.

Colocar pôsteres e quadros com desenhos também são uma forma super eficiente e diversificada na hora de decorar o quarto infantil. Você pode apostar em colagens nas paredes ou então em quadros de madeira, que podem ser alterados de forma prática e divertida. Vale procurar alternativas para não precisar furar a parede nem deixar marcas.

Outra dica é usar um papel de parede que seja mais neutro. Pode ter cores suaves, ter alguma textura, o que importa mesmo é que seja um papel de parede mais discreto que faça com que a criança goste por muito mais tempo. Procure escolher cores que agradam a criança, mas sem exagerar nos tons, certo?

Quais as cores mais recomendadas para quartos infantis?

O uso de cores energéticas no quarto pode ser bem interessante, como os tons de laranja e amarelo, mas somente em nuances pastel e paletas mais leves. Tome cuidado com cores mais fechadas e escuras, pois elas podem acabar sugando a luz e deixando a criança deprimida.

Procure fugir do óbvio de forma criativa, projetando cores que poderão facilmente acompanhar o desenvolvimento da criança sem ter que ser alteradas a cada pouco tempo.

Confira o vídeo que separamos para você sobre o assunto:

?Chá bar ou chá de panela? Por qual deles optar? Veja nossas dicas!?

 

Seu casamento está chegando? Saiba que existem duas opções de comemoração super comuns e super divertidas: o chá de panela ou o chá bar. Tanto uma quanto a outra tem o objetivo de conseguir presentes para os noivos. No chá de panela, geralmente a lista de presentes envolve itens de casa e cozinha enquanto no chá de bar, são pedidos itens para o bar do casal.

 

Os dois tipos de festa são extremamente divertidos e interessantes para familiarizar as famílias e os amigos do casal, especialmente pelas  brincadeiras feitas.  No entanto, existem algumas vantagens e desvantagens de cada um deles. O chá de panela, por exemplo, pede um ambiente mais família,dessa forma, mesmo que seja mais despojada, a festa é geralmente mais comportada. Mas a maior vantagem desse tipo de festa são os presentes que se ganha, que são de extrema utilidade para o casal, além de ser uma grande economia.

O chá bar já tem uma pegada bem menos comportada, especialmente porque, como o próprio nome sugere, ele é regado a bebidas alcoólicas. A desvantagem grande é que os noivos ganharão apenas itens para o bar, como saca rolhas, taças, copos, entre outros. São itens bastante dispensáveis, tendo em vista que não são fundamentais para a casa nova. No entanto, tem uma ótima vantagem: você não precisa, necessariamente, escolher entre um e outro:

o chá de panelas pode ser feito entre você e suas amigas, enquanto o chá bar pode acontecer com o noivo e os amigos dele. As festas, inclusive, podem ser feitas no mesmo dia. a Ideia é super divertida e criativa, e une o melhor dos dois mundos.

Qual a diferença entre o Chá Bar e o Chá de Panela?

As fundamental está nos tipos de presente e na organização. O chá bar pode ser organizado por um padrinho do noivo ou por ele mesmo e pode ser apenas para os rapazes, criando uma degustação de cervejas artesanais, ou de uísque, por exemplo. O lado bom é que nesse tipo de evento, o noivo pode fornecer a comida e os convidados a bebida. Os itens a serem presenteados podem estar em uma lista, bastando cada convidado escolher o que irá levar.

O chá de panela é super famoso pelas suas brincadeiras. Em muitos casos alguns participantes organizam brincadeiras ou disputas, fazendo com que no final os noivos se sujem de alguma forma, muitas vezes com a famosa torta na cara. Brincadeiras envolvendo perguntas e respostas em relação aos noivos ou então tentar adivinhar o presente são sempre ideias ótimas.

Convite e decoração para chá de panela

Quanto ao convite, o que vale é deixar a criatividade a mil. Existem opções de convites em forma de lista de compras, de receitas e até mesmo uma opção online, caso você não esteja disposta a correr atrás de gráficas ou de gastar um bom tempo fazendo os convites.

Algo que sempre facilita é pensar em um tema específico para criar a partir dele. Dessa forma fica muito mais fácil ditar o tom da festa. Se você for optar pelo convite físico, saiba que os valores podem variar bastante. Tudo vai depender da quantidade e dos materiais utilizados.

Convite e decoração para chá bar

Em relação ao convite do chá bar o tom geralmente pé bem despojado e mais casual. A liberdade de criar é ainda maior nesse caso, podendo fazer convites em formato de garrafas de cerveja, copos, rótulos, abridores de garrafa, entre muitas outras opções. O preço, da mesma forma que no convite do chá de panela, vai depender muito da quantidade e dos materiais utilizados para fazê-los.

Em qualquer uma das opções, vale também deixar uma mensagem dos noivos aos convidados que forem participar, agradecendo previamente a presença e solicitando confirmação até uma data estipulada.

Confira o vídeo que separamos para você sobre o assunto:

?Como limpar tênis branco: Veja dicas simples e baratas!?

O clássico tênis branco é algo que nunca sai de moda, e justamente por toda a sua versatilidade, pode ser usado com qualquer tipo de roupa, desde as peças mais básicas até com um vestido que seja mais delicado. Sabemos que o branco sempre parece atrair aquela sujeirinha, até mesmo por ser mais fácil de enxergar. Um tênis branco é lindo, desde que sempre limpinho, caso contrário pode passar uma ideia de falta de higiene e tenho certeza que essa não é a imagem que você quer passar, não é mesmo?

Saiba que limpar seu tênis branco pode ser muito mais fácil do que você pensa. Leia esse post até o final e fique por dentro de várias dicas que vão facilitar seu trabalho na horsa de deixar aqueles tênis encardidinhos super brancos novamente!

Como limpar tênis branco de couro?

O tênis branco feito de couro demanda alguns cuidados para que não fique ressecado, o que estraga o seu material. Além disso ele não pode ser lavado na máquina, pois ficará para sempre com aquela aparência de amassado.

Para poder limpar seu tênis branco de couro, é só usar um pano úmido com sabão neutro, e em seguida retirar o sabão com outro pano úmido. Depois disso é só passar um pano seco para remover o excesso de água que possa ter ficado na superfície e deixar o seu tênis secando na sombra, pois o sol pode deixá-lo amarelado ou fazer com que seque com manchas.

Como limpar tênis branco de tecido?

Na maioria das vezes, essa pode parecer uma tarefa simplesmente impossível de ser realizada, especialmente se o seu tênis estiver mais encardido ou então com manchas. Não há motivo para desespero! Veja o passo a passo que separamos para você e que trará resultados incríveis:

  • Remova os cadarços e as palmilhas e então coloque-os de molho em um recipiente com água e sabão em pó. Deixe essas peças de molho por algum tempo e na sequência use uma escovinha para esfregar a palmilha.
  • Para a limpeza da lateral emborrachada e da sola do seu tênis você deve usar uma escova com cerdas mais firmes, assim você conseguirá remover o acúmulo de sujeira.
  • Depois disso molhe os tênis e use a escovinha com um sabão neutro, esfregando com bastante cuidado, especialmente onde houverem manchas ou maior concentração de sujeira. A dica de secar na sombra continua valendo, afinal, você não quer que seu tênis fique amarelado, não é?
  • Uma dica ótima é colocar  jornal seco amassado dentro do tênis enquanto seca, assim ele não perde seu formato depois de seco.

Limpando seu tênis branco com bicarbonato

Não sei se você sabe, mas o bicarbonato de sódio é algo indispensável em casa, pois ele realmente tem dezenas de utilidades, tanto nas questões de saúde e beleza quanto na parte de limpeza de casa.

O bicarbonato também é uma opção incrível para limpar seus tênis brancos, e você só precisará fazer uma pastinha usando bicarbonato, vinagre branco e água na proporção 1/1. Tanto o bicarbonato quanto o vinagre tem um alto poder de branqueamento de tecidos.

Depois que fizer a pastinha, é só passá-la pelo tênis branco com a ajuda de uma escova, e enxaguar na sequência com água corrente. Vale lembrar que essa mistura é capaz de remover manchas e sujeita tanto da parte emborrachada do tênis quanto da parte de tecido.

Limpando seu tênis branco com pasta de dente

Para realizar a limpeza dessa forma, você irá precisar de uma pasta de dente branca (nada daquelas em gel ou coloridas, tem que ser totalmente branca e pode ser daquelas mais baratinhas mesmo) e também de uma pequena quantidade de sabão líquido, preferencialmente os que são destinados a roupas brancas.
Veja como fazer:

  • Primeiramente molhe uma escovinha e esfregue o tênis com o detergente, limpando em seguida a espuma com uma toalha macia.
  • Em seguida você deve aplicar uma quantidade pequena de pasta de dente branca na escova e esfregar o tênis suavemente.
  • Depois que terminar, limpe o tênis novamente com a toalha e deixe-o secando à sombra.

Posso colocar o tênis branco na máquina de lavar?

De modo geral, apenas tênis que forem feitos de camurça e couro não devem ir para a máquina de lavar, por danificar seus materiais, mas lavar os outros tênis na máquina pode igualmente desgastar seu material e até mesmo estragar a sua máquina.

Caso deseje, ainda assim, lavá-los à máquina, por ser a forma mais prática, faça isso sempre no modo suave, de modo a danificar o mínimo possível seus tênis.

É possível lavar sem esfregar?

Sim. Nesse caso você pode apelar para uma misturinha de oxigenada e bicarbonato de sódio, aplicando no tênis branco com uma escova ou pano e deixar secar ao sol naturalmente. Em seguida é só sacudir os tênis e pronto, sem necessidade de esfregar nem mesmo de enxaguar.

Confira o vídeo que separamos para você sobre o assunto:

?Convites para chá de panela: modelos criativos e outras dicas!?

O chá de panela, ou também conhecido como chá de casa nova é uma comemoração super especial, pois marca uma nova fase na vida. Seja quando você está casando, mudando para morar com uma outra pessoa ou até mesmo morando sozinha pela primeira vez, é super interessante organizar as coisas do seu jeito e convidar as pessoas que se importam com você para oferecer presentes, dividindo a carga e a tarefa de equipar a sua nova casa.

Nesse post falaremos sobre os convites para chá de panela, dicas inovadoras para fazê-los sair do clichê, além de algumas dicas de como manter a elegância ao pedir os presentes.

Como fazer convites originais e criativos?

Antes de tudo, você precisa pensar em como será o seu chá de panela. Se você tem a intenção apenas  de servir comes e bebes e fazer uma festa mais tradicional, pode escolher alguns modelos mas básicos, associados à temática de cozinha ou casa nova, deixando elegante e discreto. Um ótimo exemplo nesse caso são os convites inspirados em receitas culinárias ou até mesmo acompanhados de uma pequena receita no verso. Dessa forma as pessoas guardarão seu convite mesmo depois que o evento tiver acontecido.

Outra inspiração super legal para convites de chá de panela é colar no convite miniaturas decorativas de alguns itens de cozinha ou até versões menores de utensílios comuns de cozinha, como mini fouets, talheres entre outros.

Esses convites acabam sendo mais caros e demorados, mas com certeza ficam incríveis, afinal, tem um toque todo artesanal e pessoal em cada um deles.

Se você prefere algo feito em papel mesmo, pode apostar na originalidade e em algo que possa ser usada como decoração. Paper toys, montagens e similares deixarão o seu convite para chá de panela extremamente bem guardado e querido pelos seus convidados.

O que colocar nos convites para chá de panela?

Muita gente acaba tendo receio de colocar presentes fixos, e isso, de fato, não é recomendado nos convites para chá de panela. Soa totalmente antipático exigir este ou aquele presente, mas uma dica ótima é usar as listas de desejos de lojas diversas. Mesmo que na pessoa não seja obrigada a comprar naquela determinada loja, é uma forma de deixar claro que você precisa disto ou aquilo para a casa.

Outro assunto importante nos convites de chás de panela é avisar se a pessoa pode trazer outro convidado ou não, e isso vai depender totalmente do tipo de festa que você está planejando. Se for apenas uma pequena reunião com as amigas, geralmente a presença de um namorado ou mais de um pode fazer com que a comemoração perca um pouco do seu foco. Combinar tudo previamente é sempre o mais indicado.

Um detalhe que muitos consideram importante é propor nos convites um horário limite, caso seja realmente necessário. Recomenda-se também fazer o chá de panela na parte da tarde, para que possa se estender à noite, mas isso também pode ser um fator negociável.

Confira o vídeo que separamos para você sobre o assunto:

?Como limpar porcelanato? Aprenda tudo aqui?

A forma de limpar porcelanato é uma das dúvidas mais comuns de quem investe nesse tipo de piso para a casa. O porcelanato apresenta diversas questões bem particulares que tem de ser vistas com calma, para não danificar ou manchar. Falaremos mais sobre como limpar porcelanato, o que é bom e o que não é quando o assunto são porcelanatos e ainda como realizar a limpeza pós-obra, que pode ser a mais complicada no caso dos pisos de porcelanato.

Como limpar porcelanato no pós-obra?

Um dos momentos mais difíceis do porcelanato é exatamente o pós-obra, afinal a possibilidade do porcelanato ser riscado por uma pequena sobra de areia ou cimento é gigante. Por isso é recomendado varrer o porcelanato com uma vassoura de cerdas macias antes de passar o pano úmido, para evitar atrito. Assim você garantirá que o pano não danifique nada. Os rejuntes são um caso à parte, pois, dependendo do tipo de rejunte, pode ser que ele exija algum método diferente de limpeza.

Outro ponto bem importante no pós-obra é não se desesperar quando perceber que o porcelanato brilhante está fosco. Isso acontece porque ele está envolvido em uma cera para evitar que risque durante o transporte e a aplicação. Realizar a limpeza do porcelanato com essa cera é bem simples: é só usar um saponáceo cremoso ou cimento branco,  assim você terá uma solução simples para esses casos.

Outra questão é a sujeira que pode ocorrer quando os aplicadores são descuidados. Nesse caso, a melhor forma de limpar porcelanato é utilizando produtos especializados, que manterão o brilho e também protegerão seu porcelanato.

Como limpar porcelanato no dia a dia?

Quando falamos da limpeza diária de porcelanato, a dica é focar primeiramente na limpeza de rotina, mas estar preparada para todo o tipo de acidente, pois todos sabemos que o porcelanato é extremamente sensível a uma série de manchas e pequenos riscos. Mostraremos como limpar porcelanato em cada um desses casos:

A limpeza diária pode ser feita com a vassoura de cerdas bem macias e um pano úmido, só para tirar os excessos e a gordura do porcelanato. Não aplique nenhum produto diretamente no porcelanato, isso pode acabar manchando ele.

No caso de manchas especificas, existem algumas soluções para cada tipo de problema, que irão salvar seu porcelanato:

Graxas e óleos: Recomenda-se a limpeza com água quente e detergente alcalina.

Tintas: Removedor de tintas (sempre use com cuidado e em pouca quantidade!).

Ferrugem e café: Nesse caso, o indicado é utilizar água sanitária, saponáceo cremoso e limpeza total.

Tinta de caneta: Utilize um solvente orgânico, como acetona ou benzina. Use somente o necessário para retirar a mancha.

Borracha de pneu: Utilize um solvente orgânico (aguarrás) ou um saponáceo cremoso. Embora o porcelanato não seja o piso mais recomendado para garagens, esse procedimento ajuda bastante.

Cerveja ou vinho: Detergente alcalino ou então água sanitária.

Confira o vídeo que separamos para você sobre o assunto:

?Sabão caseiro: além da reciclagem, economia?

O sabão caseiro é uma incrível forma de reciclagem que temos na nossa sociedade nos dias atuais. Reaproveitando o óleo usado, que se transformaria em mais poluição nos aterros sanitários ou nos esgotos, essas receitas de sabão farão com que você economize com produtos de limpeza, ajude a preservar o planeta e ainda pode ser uma fonte de renda, se for feito profissionalmente.

Leia esse post até o final e confira a receita , as formas de fazer e os cuidados que você tem de ter ao fazer sabão caseiro. Além disso você ainda terá dicas de como você pode fazer do sabão caseiro um negócio!

Por que é importante reciclar o óleo de cozinha com o sabão caseiro?

O óleo de cozinha, apesar de parecer inofensivo, é uma das formas mais perigosas de poluição nas águas.  Pelo fato de não se misturar e ser extremamente difícil de ser retirado da água, além de prejudicar o nível de entrada de luz solar, o que faz com que o plâncton, que é a base da cadeia alimentar marinha, não se desenvolva corretamente.

Dessa forma, o óleo de cozinha nunca deve ser jogado no esgoto doméstico, pois a dificuldade em removê-lo da água é enorme. Existem diversos postos de coleta do óleo de cozinha usado, que vão para as indústrias de sabão. Ou seja, o destino do óleo de cozinha usado acaba sendo virar sabão.

Quais as vantagens e os riscos de fazer sabão caseiro?

O primeiro ponto relevante é que o sabão caseiro é muito mais barato do que comprar o sabão em pedra de forma tradicional, além de oferecer a você a vantagem de poder personalizar o sabão com a sua essência favorita e dar a ele o aspecto e cor que você preferir. Além disso, o processo é bem simples, e não exige uma quantidade enorme de maquinário ou uma grande habilidade.

Por outro lado, o fato de ter a soda cáustica em sua composição, faz com que a produção do sabão caseiro tenha alguns riscos. O recomendado é sempre utilizar botas de borracha e luvas no momento de produzir o sabão caseiro, e fazer isso em um lugar arejado, para que os gases resultantes da combinação da soda cáustica não ofereçam nenhum risco à sua saúde. Recomenda-se também uma proteção para os olhos, como óculos de soldador.

Receita de sabão caseiro

Existem vários tipos de sabão caseiro, cada um com suas características específicas. Veja agora uma delas, para que você comece a fazer em casa.

Sabão líquido

Ingredientes:

2 litros de óleo de cozinha usado

2 litros de álcool

1/2 kg de soda cáustica em flocos ou escamas

Em um balde misture o álcool e a soda, depois, acrescente o óleo e mexa até fica homogêneo. Aguarde o período aproximado de 30 minutos e acrescente dois litros de água fervente, dissolvendo em seguida o conteúdo.

Depois disso, misture 20 litros de água em temperatura natural. Guarde em recipientes. Este sabão é ótimo para limpeza geral.

Esta é uma das formas mais interessantes para ser vendida, pois é super adaptável pela essência e geralmente as pessoas esperam que o sabão caseiro seja em barra, que é o mais comum. Assim você oferece um produto inovador e de qualidade.

?Como passar roupa de forma mais fácil??

Passar roupa não é uma das atividades mais fáceis e prazerosas dentre os afazeres de casa, mas tirar aquela peça de roupa do armário sem nenhum amassado acaba compensando todo o sacrifício, não é?

Saiba que existem algumas dicas e truques para fazer com que essa atividade fique mais tranquila, além de algumas boas dicas para economizar energia elétrica. Tudo isso você encontrará nesse post, é só ler até o final!

O processo de passar roupa começa antes de ligar o ferro

Passar roupa é  considerada a parte final do processo da lavagem. As peças geralmente vêm muito emboladas, ainda meio torcidas pelo processo de centrifugação da máquina e tudo isso faz com que o processo de tirar todos estes amassados se transforme num caos.

Você pode começar a facilitar a atividade de passar roupas a partir da lavagem, primeiramente não sobrecarregando a sua máquina com mais peças do que a recomendação de fábrica. Além de aumentar a vida útil da sua máquina, você ainda terá roupas bem menos amassadas pelo processo de centrífuga e as peças se manterão bonitas por mais tempo.

O ato de estender as roupas também pode facilitar na hora de passar as roupas. Procure colocar camisas sociais e camisetas para secar em cabides, dessa forma elas perdem parte dos amassados de forma natural. Outra dica ótima para esta parte do processo é dobrar as roupas logo depois de tirá-las do varal. Isso faz com que elas tenham ainda menos amassadas quando chegar a vez delas serem passadas.

Dicas para o momento de passar a roupa

É fundamental esperar acumular uma boa quantidade de roupas antes de ligar o ferro para passá-las,dessa forma você evita esquentar o ferro várias vezes sem necessidade e diminui a sua conta e luz.

Além disso, procure fazer uma separação e ordenar as suas roupas para serem passadas por ordem de necessidade e da configuração do ferro de passar. Um dos erros mais comuns que as pessoas cometem ao passar roupas é separá-las por membro da família. É bem mais interessante separar pelo tipo de peça, passando todas as camisetas, calças, etc., e deixar para separar depois. Isso fará com que você perca menos tempo mudando a temperatura e a umidade do ferro, o que também ajudará na sua durabilidade.

Outra dica para quem usa as tábuas de passar mais tradicionais é colocar papel alumínio debaixo do tecido da tábua de passar, dessa forma você aumentará a capacidade da tábua de acumular o calor do ferro e vai evitar que você precise passar diversas vezes o mesmo lado da sua peça de roupa.

Em relação à organização das peças, procure organizá-las sempre das mais finas para as mais grossas, assim quando você for passar um jeans pesado, o ferro já estará mais quente, das outras peças que foram passadas, o que será de grande ajuda.

Confira o vídeo que separamos para você sobre o assunto:

?Cores de tintas para a sala: mude sua decoração com estilo?

A escolha dos elementos de decoração de um ambiente tão importante como a sala geralmente é bastante trabalhoso e, ao mesmo tempo, super interessante e divertido. Uma das primeiras coisas que você deve ter em mente são as cores de tinta para a sala que complemente o estilo que você almeja.

Antes de pensar nisso, no entanto, você precisa ter em mente o que você deseja da sua sala, qual será a função dela, qual a proximidade dela com outros ambientes da casa e, o mais importante, qual a linha de decoração você pretende usar na sua sala.

Leia esse post até o final e confira várias dicas de cores de tinta para a sala, quais as consequências de escolher certas cores, além, é claro, de dicas de texturas e outras alternativas para arrasar na decoração.

As cores de tinta e o estilo de vida

Uma das partes mais importantes e interessantes da decoração é a possibilidade de usá-la para expressar seus interesses e seu estilo de vida, além de deixar o ambiente com a cara dos moradores.

Embora uma decoração exageradamente personalizada possa acabar soando egocêntrica, é sempre importante deixar clara a intenção do cômodo e também conferir um toque de personalidade. A cor é simplesmente a base de tudo, por isso é tão importante.

As cores escolhidas serão o plano de fundo da decoração. Elas são a base que sustenta o restante da decoração e dita o estilo. A forma como você vai usar é bem pessoal, mas daremos algumas dicas para você começar a pensar nas cores de tinta para a sala, frisando alguns  detalhes importantes.

As cores mais claras são indicadas para quando você deseja expandir seu espaço, fornecendo mais iluminação para ele. Nesse caso, você deve decidir entre cores de tinta com tons pastéis ou mais vivos. Opte pelos tons pastéis se você deseja um estilo clássico e mais neutro, em que a parte principal fique por conta dos móveis e acessórios de decoração. Nesse caso, tons de amarelo, marrom, verdes, azuis e até mesmo tons mais quentes como rosê ou vermelho são ótimas opções.

Para cores mais claras e mais vivas, os tons de azul, como o azul Tiffany, dão ao ambiente mais vida e movimento, sendo também uma forma de dar mais personalidade à sala.

Já as cores mais escuras dão a sensação de diminuir o espaço e tendem a deixar a sua sala mais aconchegante e envolvente, sendo uma ótima opção para quem deseja um ambiente acolhedor. Nesse caso, o segredo é não forçar demais na cor, para que as cores de tinta para a sala não transformem a sala em um ambiente opressivo. Se quiser trabalhar com cores mais fortes e escuras, opte por tons terrosos e tons de verde, que fazem com que as pessoas se sintam à vontade e renovadas no ambiente. Se você pretende usar textura, mantenha-a em harmonia com o restante da casa e crie opte por uma cor que aceite outros elementos de decoração.

Confira o vídeo que separamos para você sobre o assunto:

?Cores de tintas: saiba quais as cores escolher!?

Com a rotina dos dias, a vontade de mudar e renovar aumenta casa vez mais, não é mesmo? Alguns trocam a decoração, outros mudam o visual e outras ainda mudam algo significativo em suas vidas, como um mau hábito ou então resolvem iniciar algo que sempre haviam adiado, como exercícios e outras atividades.

Falaremos agora sobre as cores de tintas, os vários estilos disponíveis e todas as vantagens de renovar a sua casa, seja por dentro ou por fora. Além de algumas dicas super importantes, que dificilmente você receberia de pessoas que não sejam profissionais ou que não tenham um conhecimento grande sobre tintas! Vem com a gente!

Como escolher as cores de tinta para cada ambiente?

Sabemos que as cores das tintas tem uma profunda relação com o ambiente e o que se espera transmitir nele. Seja nos ambientes de descanso, de estudo ou de convivência, existem cores específicas para todos eles. Além dessa influência, o gosto pessoal também tem que ser levado em consideração, o que acaba ressignificando as coisas para quem está pintando.

O ideal é sempre buscar um equilíbrio para que a escolha não afete as pessoas de forma negativa. Veja agora algumas ideias de cores para usar:

  • Áreas de convivência: Procure usar tons terrosos ou então tons de laranja, que passarão a sensação de conforto e comunicação facilitada. Evite cores mais quentes como o vermelho e o amarelo, pois elas fazem com que as pessoas fiquem pouco à vontade e irritadas com mais facilidade. Evite também os tons frios muito escuros, como o azul e o roxo, que irão roubar toda a iluminação do cômodo, deixando-o com um ar melancólico demais. Se você for usar algumas das cores não recomendadas, procure utilizá-las em tom pastel ou puxando para algo mais terroso, como os tons de argila ou azuis mais brilhantes.
  • Quartos e outras áreas mais pacíficas: aqui as palavras de ordem são restauração e descanso. Por mais estranho que pareça, o verde é uma excelente escolha nesses casos, pois aumentará a capacidade do corpo de restaurar as energias e a desenvolver novas ideias e conceitos. O frescor e a renovação do verde são excelentes opções para, por exemplo, um home office, que também precisa passar a ideia de conforto, mas é importante frisar que mesclado ao conforto, precisará de tons e referências para manter a pessoa focada e ativa.
  • Parte externa: Para a parte externa, é super importante relacionar com as casas ao redor, tentando não chamar atenção excessiva, mas também ressaltando uma característica única à sua casa, que mostre suas características para o mundo. É preciso cautela ao usar cores chamativas, mas elas podem ser uma opção se você deseja realmente chamar a atenção.

Como obter a melhor pintura?

Antes de mais nada, compre os melhores materiais. Isso ajuda muito a obter resultados incríveis. Outro ponto importantíssimo é sempre saber o que se está fazendo. Se você não estiver confiante ou se tiver problemas com a pintura, é indicado chamar um profissional, ou pelo menos uma pessoa com mais experiência para te auxiliar. Ter sempre pincéis para os detalhes, como frisos e rodapés ajuda muito e a dica mais importante de todas: Se você notar que as tintas que escolheu têm a mesma cor, mas não pertencem ao mesmo lote, misture-as e então é só colocar as mãos à obra!

Confira o vídeo que separamos para você sobre o assunto:

?Lavar roupas brancas: dicas importantes e cuidados?

Com o verão, nossa vontade de usar roupas claras aumenta muito, não é mesmo? As roupas brancas estão entre as favoritas, porém, nada pior do que ter problemas como aquela sua peça de roupa branca favorita. Falaremos a seguir sobre como lavar corretamente as roupas brancas, sem estragá-las nem gastar muito dinheiro com produtos especializados, além de várias outras dicas incríveis!

Quais são os problemas das roupas brancas?

Infelizmente a quantidade de agentes que podem amarelar as roupas brancas é tão grande que fica difícil falar de todas elas. Além das manchas, que ficam destacadas e praticamente inutilizam as roupas brancas, tem também o amarelamento que as peças adquirem quando se usa alvejantes com cloro, as marcas de ferro, entre tantas outras possibilidades. A notícia boa em relação ao processo de clarear roupas brancas é que você tem duas formas bem diferentes de lavar roupas brancas: uma delas é usando os produtos comerciais destinados especialmente a isso, a outra é utilizar as diversas soluções caseiras que estão à disposição.

Quais as formas de lavar as roupas brancas?

Quando se trata dos produtos comerciais para branquear as roupas, logo pensamos em linhas de produtos como o Vanish, pois trazem soluções sem cloro para deixar as roupas ainda mais brancas. Apesar do valor elevado, esses produtos preservam melhor das roupas do que as soluções com cloro, embora encontrem um pouco de dificuldade para tirar aquelas manchas mais encardidas das roupas brancas que podem precisar de mais do que uma lavagem.

Ao conhecer os métodos caseiros de lavar roupas brancas para remover as manchas e encardidos, você irá perceber que existem coisas bem simples que podem ser feitas pelas roupas brancas:

  • Lavar em água morna: Sempre verifique a etiqueta. Se a roupa puder ser lavada em água morna, faça-o. A temperatura da água vai ajudar o sabão e outros produtos a trabalhar melhor as manchas e o amarelado. Tome cuidado, porém, com lã e os outros tecidos naturais, pois eles podem encolher de forem lavados com água morna.
  • Molho em álcool: O álcool é super útil para clarear as roupas, podendo ser usado de várias formas. Algumas pessoas, inclusive, acrescentam vodca em garrafas com spray e usam como tira manchas e desodorizadores de roupa. Você pode usar de forma similar ao alvejante, deixando de molho por uma ou duas horas e então lavando normalmente.

  • Açúcar e alvejante: Existem pessoas que afirmam que a reação que o cloro tem com as roupas brancas, deixando-as amareladas, é relacionado diretamente à acidez. Assim como é feito na culinária, o açúcar é usado para neutralizar a acidez do cloro. basta acrescentar cerca de cinco colheres de sopa de açúcar à água com alvejante e deixar de molho como sempre.
  • Deixar ao sol: Com certeza sua avó tinha o costume de deixar as roupas brancas expostas ao sol e elas ficavam bem mais brancas, não é? Que tal fazer o mesmo? Secar as roupas brancas ao sol é um das melhores maneiras de recuperar o brilho delas naturalmente. É bom tomar cuidado, no entanto, pois isso também pode prejudicar as fibras e acabar diminuindo a vida útil das roupas.
  • Use leite nas peças de seda: se a peça de seda está amarelada, basta deixá-la de molho no leite integral por 24 horas e em seguida enxaguar com água e a deixá-la secar à sombra.

Existem diversas opções para melhorar o processo de lavagem de roupas brancas no seu dia-a-dia.

Confira o vídeo que separamos para você sobre o assunto:

 

?Dicas de organização para a mulher moderna?

Hoje em dia as coisas mudaram e muito para as mulheres. Desde donas de casa até donas de empresas, as mulheres evoluíram exponencialmente e, muitas vezes, isso acaba gerando falta de tempo para conseguir dar aquela organizada merecida em casa. Seja morando sozinha, dividindo um apartamento com as amigas, morando com os pais ou com o cônjuge, a falta de organização sempre vira um problema, afinal, nem todo mundo consegue contratar uma diarista para dar aquela geral na casa.

É por isso que agora você verá algumas dicas de organização para que você possa, com o passar do tempo, criar um ambiente mais fácil de arrumar e de manter organizado.

1- Organização não é milagre

Não se engane achando que organizando bem uma vez as coisas vão se manter em perfeita ordem. A dica fundamental de organização é que ela tem uma relação profunda com o hábito. Quando for organizar suas próprias coisas, procure pensar em onde você costuma deixar cada coisa, então procure um jeito de fazer com que a organização seja afeita da forma mais natural possível.

2- Priorizar é fundamental

Se você tem alguma coisa que utiliza diariamente, deve ser deixado sempre ao seu alcance. Se tem algum outro objeto que você não utiliza quase nunca, vale deixar guardado num armário ou em caixas organizadoras. O que vale é saber onde cada coisa está guardada.

Procure organizar seus pertences em 3 grupos: O que tem uso diário, fica nas prateleiras, cômodas e lugares de fácil acesso. Os objetos que você usa ocasionalmente, como guarda-chuvas, roupa de balada e similares, devem ficar em gavetas e armários, acessíveis, mas nem tanto. Já aquelas coisas que você quase nunca usa, podem ficar em caixas sobre os armários e estantes ou então considere se desfazer delas.

3- Caixas organizadoras, porta trecos e similares

Sabe aquelas coisas pequenas, que sempre ficam espalhadas aqui e ali? Guardá-las em organizadores é uma ótima ideia. Os organizadores, além de facilitar na hora de encontrar o que você precisa, ajudam a deixar as coisas muito mais organizadas e sem tanta poluição visual.

4- Desapegue-se!

Pare e pense: Você realmente precisa de tudo o que tem em casa? Desapegar das coisas que você não precisa mais, além de ser ótimo para liberar espaço, faz a energia circular melhor e deixa tudo mais leve. Não tem nada pior para deixar um ambiente pesado do que manter sempre a mesma decoração por um longo período de tempo. Renovar é importantíssimo e faz maravilhas pelo seu psicológico.

5- Mantenha uma rotina e distribua tarefas

Independentemente do seu estado de cansaço e das emergências do dia, se esforce para manter a limpeza e a organização do que possa ter ficado fora do lugar para que a casa fique limpa e organizada durante mais uma semana. Vale ressaltar que a organização da casa não deve sobrecarregar ninguém, afinal, todos têm suas obrigações e fazem uso da casa, então, é fundamental que haja uma divisão nas tarefas. Inclusive as crianças devem ser incluídas, mesmo que elas atrapalhem mais do que ajudem, é super importante criar nelas a ideia de que a arrumação da casa é obrigação de todos.

Confira o vídeo que separamos para você sobre o assunto:

?Lavagem de roupas: 5 dicas que você provavelmente não sabe?

Quando precisamos aprender a lavar roupas, geralmente nos ensinam de maneira meio apressada, isso quando chegam a nos ensinar, não é mesmo? Muitas pessoas só tiveram de encarar uma máquina de lavar pela primeira vez quando saíram de casa ou então em uma situação emergencial, quando a mãe ou a diarista não puderam fazê-lo.

Ainda que você já lave roupas há bastante tempo e se considere muito boa nisso, é sempre bom aprender algumas dicas que podem fazer sua rotina e as suas roupas ficarem bem melhores, não é? Leia esse post até o final e fique por dentro de várias dicas que te ajudarão a deixar sua lavagem de roupas mais organizada, para que as roupas não se desgastem, além de programar corretamente o tempo de molho para cada tipo de roupa.

Como separar suas roupas além das cores?

Além de separar as peças de roupa entre brancas e coloridas, você também deve separar as coloridas manchadas, que deverão ter um molho diferente e colocar as roupas mais frágeis, como a lã, o tricô e o crochê, além das peças íntimas dentro daqueles saquinhos protetores de roupas, que podem ser encontrados em vários lugares.

Como deve ser o molho das roupas?

Ao contrário do que muitos afirmam, o molho das roupas é extremamente importante no processo de lavagem de roupas, e você pode deixar as roupas brancas de molho até mesmo de um dia para o outro. Quanto às roupas coloridas, devem ficar no máximo de 15 a 20 minutos, pois o molho faz com que as cores desbotem aos poucos.

Já usou álcool nas roupas brancas?

Pois é! Você sabia que ao usar uma medida de álcool junto com o sabão em pó deixará as roupas brancas ainda mais brancas? Essa é uma ótima forma de economizar, pois não será mais necessário investir em alvejantes caros, que nem sempre surtem algum resultado satisfatório.

Use o mínimo de pregadores possíveis

Os pregadores acabam estragando as roupas. O mais indicado é que você consiga estender as roupas em cabides, porém, se não tiver outro jeito, você deve usar o mínimo de pregadores possível, unindo duas peças com o mesmo pregador.

Dicas para preservar os diversos tipos de tecido:

Lã: Para que a peça de lã não encolha nem estrague suas tramas, é só lavar à mão ou com os saquinhos protetores em temperatura ambiente e colocá-las para secar em posição horizontal.

Algodão: Não lave as peças desse material em água quente e, caso as roupas sejam coloridas, é muito importante lavá-las separadas de outras peças de roupa na primeira vez, pois elas desbotarão um pouco.

Seda: Esse é um tecido bem leve e que se desfaz super fácil, portanto nunca torça ou centrifugue. Peças desse material também devem ser lavadas à mão, Além disso, você não deve usar vapor ao passar.

Linho: No caso desse material, é muito parecido com a seda: procure lavá-lo à mão pela facilidade de destruir as fibras. Esse tecido pode ser passado tranquilamente, afinal ele amassa muito.

Acetato, viscose e outros tipos de tecido sintéticos: não devem ser centrifugados para evitar deformação e é melhor nem passar, pois peças desses materiais queimam com uma facilidade absurda.

Poliéster Nylon e lycra: Também são peças delicadas que devem ser lavadas em água morna, e o ideal também é evitar passar as roupas desses tecidos, afinal, a probabilidade de queimar as peças enquanto as passa é muito grande.

Agora você já está pronta para arrasar na lavagem de roupas!

Confira o vídeo que separamos para você sobre o assunto: