?Pelo encravado: saiba como lidar e prevenir?

A rotina de beleza e cuidados femininos por vezes acaba resultando em dificuldades, como o pelo encravado. Essas pequenas inflamações ocorrem com maior frequência nas dobras do corpo, como virilha e axilas, mas também podem ocorrer em diversas outras regiões do corpo por uma série de motivos.

Falaremos sobre como prevenir os desagradáveis pelos encravados, além de algumas dicas e informações que serão úteis para que você possa se manter bonita sem ter de passar por esse problema.

O que é o pelo encravado e como surge?

O pelo encravado, geralmente, é um pelo que, ao invés de crescer para fora da pele, cresce dentro dela por fatores externos, como roupas apertadas, fricção de pele, cortes durante a depilação com lâminas entre outros fatores. O pelo encravado pode ser visto como algo corriqueiro ou um problema pequeno à primeira vista, mas pode acarretar em uma infecção maior e desenvolver um problema que, por vezes, só é solucionado com cirurgia.

Para evitar maiores transtornos futuramente, é sempre aconselhável tratar o pelo encravado logo no início.

O que fazer ao encontrar um pelo encravado?

O indicado é não mexer no local com os dedos ou unhas, visto que podem conter bactérias que podem levar a uma infecção se entrarem em contato com o local.  A melhor opção é não mexer e procurar deixar com que a situação se resolva de forma natural.

Caso ele não desencrave sozinho e comece a infeccionar, procure a ajuda de um dermatologista, para que possa lhe indicar um remédio.

Como evitar os pelos encravados?

 

A melhor forma é sempre prevenir. Veja algumas situações que provocam o aparecimento de pelos encravados e o que fazer para evitá-las:

  • Depilação com lâmina e cera quente fazem com que o pelo se curve ao ser removido, o que facilita o surgimento dos pelos encravados. Uma alternativa é a depilação com cera fria, que, ainda que seja mais dolorosa, tem uma incidência muito menor de ocasionar pelos encravados.
  • Se você costuma usar roupas bem apertadas, provavelmente tem ou teve casos de pelos encravados, pois as roupas fazem com que os pelos cresçam de forma errada. Procure usar roupas mais soltas e confortáveis, principalmente quando for praticar algum exercício físico ou se movimentar bastante.
  • Se os seus pelos corporais são mais crespos ou grossos, você tem uma predisposição maior a desenvolver os pelos encravados. Nesse caso, aconselha-se a procura a um dermatologista para que possa auxiliar. Uma dica é usar um esfoliante corporal potente duas vezes por semana.
  • Se você apresenta uma pele mais oleosa, também tem uma probabilidade maior de desenvolver esse problema, o que se deve ao entupimento dos folículos capilares. Procure realizar limpezas de pele e fazer esfoliações. Além de combater os pelos encravados, ajudarão a sua pele a se manter saudável e livre de impurezas.

Quais os tratamentos definitivos para os pelos encravados?

Se você apresenta pelos encravados com uma frequência acima do normal e com gravidade, o aconselhado é pesquisar tratamentos mais extremos, como o tratamento a laser, que impede de forma definitiva o crescimento dos pelos e evita os problemas constantes de pelos encravados.

Antes de procurar um tratamento mais extremo, lembre-se sempre de procurar um dermatologista que possa lhe orientar sobre a melhor forma de tratar e combater os pelos encravados.

Confira o vídeo que separamos para você sobre o assunto:

Leave a Reply