🥇Terçol. Causas, tratamentos e prevenção🤔

Você já ouviu falar de viúva? Não aquela que o marido morre e ela fica sozinha, mas aquela em que uma pequena inflamação surge no canto do olho e incomoda bastante? O nome técnico disso é terçol e ela é mesmo uma inflamação nas glândulas das pálpebras que,  não é realmente grave mas gera muito desconforto social devido à dificuldade de enxergar e por te deixar com a cara realmente inchada. E para ajudar: você pode transmitir. Este tipo de infecção é causada por bactérias estreptococo ou estafilococo, e pode manifestar-se de forma interna ou externa na glândula sebácea.

Vamos falar mais sobre este problema que afeta boa parte da população mundial?

Como é possível identificar o terçol?

Se ao fechar os olhos você sente que ele dói, e da mesma forma ao abrir os olhos você percebe que ele continua doendo, pode ser terçol. Ele começa a aparecer como uma pequena b0la avermelhada, que é apenas um pouco dolorida e dificulta a visão, parece até com um cisco no olho que não sai de jeito algum. O terçol pode gerar um pouco de coceira, que piora muito a situação, facilita a transmissão da bactéria de um olho para o outro,  e também para outras pessoas. Eventualmente você perceberá um aumento de temperatura no local, mas isso se deve por conta da infecção.

Leva mais ou menos de dois a três dias para que o quadro se instale totalmente. E é muito importante ir ao médico se por acaso o terçol durar mais do que 5 dias existe uma doença, de consequências muito mais graves, inclusive para a visão, chama calázio, que é constantemente confundida com o terçol.

Como devo cuidar do olhos com terçol?

De forma geral você deverá tratar antes de tudo com  com colírios e pomadas, também com antibióticos, e compressa quente e úmida, que pode ajudar seu corpo a combater as bactérias de forma muito mais eficiente. Caso você esteja com o seu sistema imunológico fragilizado por doenças ou por conta da idade, é possível fazer uso de um coquetel de antibióticos para curar o terçol de forma mais rápida.

Faça compressas regularmente! Elas podem ser feitas de soro fisiológico, água boricada e é sempre necessário lavar a área, de preferência com produtos que contenham um PH neutro, para promover o  equilibrio do PH da pele. Enquanto houver infecção, evite o contato direto e lave muito mais as mãos. Uma orientação simples mas muito eficaz é sempre manter a pele do rosto saudável e limpa! Isto vai ajudar a evitar o terçol de surgir e colabora com o seu desaparecimento. Com todas estas dicas, é mais fácil identificar corretamente o terçol e quais as melhores atitudes a serem tomadas em relação a ele.

Gostou do texto? Veja este vídeo sobre o assunto e fique ainda mais por dentro dele!

Leave a Reply