Tag: gravidez

?Sangramento na gravidez: saiba mais?

Aquele momento em que a mulher descobre que vai ser mãe é talvez um dos mais importantes para a elas.  Talvez você não tenha esperado, talvez seja de surpresa ou ainda talvez você realmente planejou essa nova vida. De qualquer forma, vamos entender sobre alguns cuidados que você precisa tomar no dia a dia de grávida?

Sangrar na gravidez é normal?

De forma simplista podemos dizer que é realmente comum que ocorra um pequeno sangramento durante o primeiro trimestre da gestação. Isto é normalmente atribuído ao fato de o corpo estar em constantes mudanças hormonais. Naqueles dias em que a mulher viria a menstruar, ela pode sofrer um sangramento durante estes dias. Isso é totalmente  normal e não causa nenhum dano potencial ao bebê.

Contudo, se eventualmente ocorrer um sangramento escuro, que se parece muito com borra de café, isto significa que houve um descolamento do saco gestacional, e que ele está se adaptando ao útero. Este é um momento realmente delicado e a recomendação é absoluto repouso. Lembre-se sempre de falar com um médico sobre.

O que fazer se o sangramento for muito grande?

Se eventualmente você vier a sentir muita dor, acompanhada de cólicas fortes e o sangramento seja com um fluxo muito grande, vá urgentemente para um médico! Estes sintomas podem sinalizar um aborto espontâneo ou de gravidez ectópica, que é um quadro onde o embrião não chega ao útero, parando nas trompas. Lembre-se que uma hemorragia é cheia de sangue fluído e muito vermelho, também é acompanhado de muita dor enquanto que um simples sangramento é de sangue comum, não necessariamente vivo e sem nenhuma dor. Geralmente é algo simples de acompanhar.

Posso ter sangramento no final da gravidez?

A verdade é que qualquer sangramento durante a gravidez que deve ser relatado ao medico o mais urgente possível. Isto pode sinalizar um parto prematuro, e se isto vier a acontecer, seu bebê poderá vir a precisar de muitos cuidados após o nascimento. O seu médico de confiança é hábil para te te orientar quanto a forma correta de se prevenir de um parto prematuro. Ele te passará alguns cuidados variam de mulher para mulher. De qualquer forma, lembre-se sempre de repousar muito!

No caso de ocorrer um sangramento exatamente no quinto mês de gravidez, isto sinaliza que pode haver algo errado com a placenta do bebê. E ainda no sétimo mês, caso incida um sangramento em vermelho vivo e também acompanhado de cólicas, pode ser que tenha ocorrido um deslocamento na placenta. Nos dois casos o medico deve ser consultado o quanto antes possível.

A verdade é que ser pai de primeira ou de quinta viagem tem seus riscos, seus benefícios e também as suas lutas. Você mamãe, tem que se cuidar para que o seu bebê venha ao mundo podendo ver também este lindo sorriso que carrega pela vida que está sendo gerada no seu ventre!

Gostou do texto? Que tal ver um vídeo sobre isso e entender ainda mais?

?Período fértil: como calcular??

Para as mulheres que desejam engravidar e para aquelas que desejam evitar uma gravidez, o período fértil é algo especialmente importante, já que é nesta época do mês que a mulher tem mais propensão a engravidar quando faz sexo desprotegido. Existem diversos sintomas do período fértil, sendo que alguns deles são mais perceptíveis do que outros. Vamos falar de todos e mostrar quais são as melhores opções para você realmente saber qual é o seu período fértil.

Quais são os sintomas do período fértil?

  • Secreção vaginal transparente: a secreção vaginal é a forma mais fácil de entender que você está entrando no tempo fétyil. Se ele for totalmente transparente e mais viscosa, está tudo bem, mas se ele tiver algum tipo de coloração, pode ser alguma doença ou infecção vaginal.
  • Aumento da oleosidade da pele: A sua pele fica mais oleosa na época do seu período fértil, o que faz com que aumente a possibilidade de acne. Cuidado para não confundir um problema de oleosidade na pele padrão com o seu período fértil.
  • Aumento da temperatura: Existe também um pequeno aumento da temperatura corporal, que demonstra que a mulher está em seu período fértil. Isso acontece graças à progesterona.
  • Aumento da libido: Esse aumento de progesterona também aumenta o apetite sexual, fazendo com que ela seja ainda mais sensual dentro deste período, atraindo os homens com um charme ainda mais irresistível.
  • Dores e irritação: consequência do aumento da carga hormonal do corpo, a mulher se sente irritada e mais sensível, podendo também ter problemas de dores no chamado baixo ventre.

Como lidar com o seu período fértil?

O período fértil tem diversas interpretações, dependendo do momento da sua vida em que você se encontra. Pode ser algo extremamente desejado, quando você está desejando um filho, apenas um pequeno inconveniente quando você está em uma relação séria onde o protegido é um padrão e pode se tornar um risco quando você faz sexo sem proteção.

Mesmo quando você faz sexo com camisinha dentro do seu período fértil, é interessante se precaver de outras formas. Como anticoncepcionais de pílulas ou injetáveis, para oferecer uma garantia maior de evitar uma gravidez indesejada.

Ao contrário do que se dizia antes, a mulher tem todo o direito de aproveitar a sensualidade aflorada do período fértil para ter experiências maravilhosas, seja com os parceiros (as) que forem. Viva sua sexualidade de forma livre, mas proteja-se contra doenças venéreas e uma gravidez indesejada.

Como calcular o período fértil, mesmo tendo menstruação irregular?

Apesar de ser relativamente mais fácil calcular quando se tem uma menstruação regular, é possível que este cálculo seja feito mesmo quando o existe uma menstruação irregular. Seu período mais fértil pode ser calculado primeiramente, encontrando o seu dia mais fértil, que é a metade do seu período menstrual. O cálculo é feito assim: Contando do primeiro dia da sua menstruação, o dia em que ele chega à exata metade é o seu dia mais fértil. Os três dias antes e os três dias depois são o que chamamos de período fértil. Se você tem uma mensuração irregular, faça a média de 3 meses e fique com o melhor número. Esta fora não pode ser considerada como método contraceptivo, por isso mesmo é especialmente importante usar camisinha e outras formas de prevenção às doenças e gravidez.

Gostou do texto? Que tal ver este vídeo sobre o assunto?

?Citomegalovírus: Saiba como se prevenir?

O citomegalovírus (CMV) é um vírus muito potente e resistente, parente do vírus que causa a catapora e a herpes. Infelizmente, é um vírus que não abandona a pessoa e deve sempre ser mantido sob controle, pois pode causar infecções constantes, diminuir a capacidade de defesa contra outras doenças e também pode ser transmitido de muitas formas. Faremos agora uma abordagem geral do citomegalovírus e de todos os problemas relacionados a ele.

Como o Citomegalovírus é transmitido e quais são os sintomas?

O citomegalovírus é transmitido de muitas formas:

  • Via respiratória (transmissível pelo ar)
  • Transfusão sanguínea, e também o contato sem proteção com o sangue
  • Sexo sem proteção
  • Hereditariedade (transmissão de mãe para filho)

Um dos maiores problemas ao contrair o citomegalovírus é que ele pode não apresentar sintomas na sua fase inicial, principalmente para pessoas que possuem um sistema imunológico resistente. O citomegalovírus, no entanto fica encubado no corpo, aguardando uma baixa no sistema imunológico para poder  iniciar com diversos destes sintomas:entrar em ação. Nessa fase os sintomas são:

  • Febre
  • Dor de garganta
  • Inchaço fígado e do baço provocado pela maior quantidade de impurezas a serem filtradas
  • Presença de linfócitos atípicos.

No entanto, todos esses sintomas podem ser tomados por uma mononucleose comum. Somente um exame específico pode atestar a presença do citomegalovírus na mulher.

Quando a doença inicia o processo de vencer seu sistema imunológico, surgem úlceras, que podem se desenvolver em todo o sistema digestivo (da boca até o intestino delgado, causando dores e incômodo ao se alimentar), problemas nos olhos, problemas no sistema nervoso central e outras dificuldades. O citomegalovírus é particularmente perigoso se somado ao HIV, pois ele se aproveita da baixa que o HIV causa ao sistema imunológico para causar ainda mais problemas.

Como conviver com o citomegalovírus?

Ao ser diagnosticada com o citomegalovírus, a mulher deve se esforçar ainda mais para se manter sempre saudável. Se tiver problemas relacionados à nutrição, como metabolismo extremamente acelerado ou mesmo anemia, deve se tomar um cuidado adicional com a transmissão (sugerimos que evite todas as fontes de contato citadas anteriormente).

Também deve se ficar alerta para infecções pequenas, sinal de que o seu sistema imunológico sofreu uma baixa. Tome sempre vitaminas e suplementos alimentares para evitar este quadro e, caso apresente sintomas de infecção pelo citomegalovírus, consulte o quanto antes seu médico para que possa ser feito um tratamento.

Em casos graves, é feito um tratamento com um antiviral, que não pode durar mais de um mês, devido aos efeitos colaterais que o medicamento pode causar ao seu corpo.

Quais são os prejuízos do citomegalovírus para a gravidez?

O maior problema com o citomegalovírus, no entanto, é a contaminação congênita, ou seja, quando a mãe passa o vírus ao bebê. Quando isso ocorre, pode haver uma série de dificuldades que envolvem até mesmo más formações, aumento dos órgãos, perda de audição e muitos outros problemas. Se estiver no início da gravidez, não esqueça de solicitar ao seu médico o exame para que possa verificar se está infectada com o citomegalovírus.

Confira o vídeo que separamos para você sobre o assunto:

?Gravidez: cuidados para a mulher moderna?

 

Houve uma mudança extremamente significativa na vida das mulheres nos últimos 30 anos. Nos dias de hoje, não é tão difícil encontrar mulheres em funções de comando – como exemplo tivemos até a primeira presidente mulher da nossa história!- e cada vez mais existem mulheres assumindo o papel de comando de suas famílias e, mais do que isso, no comando de suas próprias vidas.

Entretanto, esses fatos não deveriam interferir o processo de gravidez de uma mulher, embora todos saibamos que isto não é a pura verdade. A sociedade ainda não está totalmente preparada para lidar com esta questão, e sabemos que há pouca ou nenhuma consideração pelas necessidades especiais as quais uma mulher grávida tem de enfrentar no mercado de trabalho.

Falemos de alguns cuidados fundamentais para as gestantes que trabalham, e também como manter a gravidez tranquila, mesmo nos dias em que a situação da empresa estiver indo de mal a pior.

Como administrar uma gravidez e uma empesa?

Como vocês sabem, existem algumas vantagens e também desvantagens que abrangem cada cargo que você ocupa em uma empresa, e dependendo da sua situação, é muito importante seguir com uma postura comunicativa e eficiente.

  • Se você for contratada dentro do regime CLT, você tem muitas garantias, mas certamente você não vai permitir que sua gravidez seja um empecilho para sua carreira, nem o contrário. Alcançar o equilíbrio é fundamental, bem como a honestidade, pois seus colegas de trabalho e superiores irão certamente entender suas necessidades diferenciadas durante esse período. Apesar de ter menos garantias, os cargos terceirizados e as autônomas também possuem algumas vantagens.
  • Se você for empresária, tente adequar seu regime de trabalho para que a empresa consiga se manter durante sua gravidez. Pense que seus gestores devem ser muito bem instruídos, além de terem a autonomia para decidir coisas de menor importância. Se você é uma trabalhadora compulsiva, sua gravidez certamente será a cura.

  • Não existe nada que seja mais importante do que o pré natal. Remarque qualquer compromisso que possa coincidir com uma consulta pré natal. Se não for possível reagendar, mande um substituto ao compromisso.
  • Evite o stress sempre que possível e alimente-se da forma mais saudável que conseguir. Isso fará muita diferença na saúde do bebê, e também na sua recuperação depois do parto.

Quais as fragilidades da gravidez?

 

Em vários momentos da gestação, devido à grande quantidade de hormônios em ação no seu organismo, você se sentirá mais frágil e sensível, podendo até mesmo entrar em desespero e se sentir mal por perder o controle.

Esteja certa de que isto é normal, ainda mais que se você estiver em um cargo estressante, a gravidez vai fazê-lo parecer ainda pior.

Atualmente as empresas tendem a ser bem mais humanizadas que no passado, devido à repercussão negativa que algo assim pode trazer para a imagem da empresa frente à sociedade. Espera-se que uma companhia leve em consideração as particularidades de uma gestante, e que também entenda que nem sempre a funcionária vai conseguir produzir tanto quanto antes.

Como pudemos perceber, o principal segredo para manter equilibradas carreira e maternidade é saber quais são suas prioridades, que variam de acordo com o momento.

Seja como for, o que realmente importa é nunca deixar de curtir as maravilhas da gravidez em prol de uma carreira.

 

Que tal conferir o vídeo que separamos para você sobre o assunto?

You cannot copy content of this page