Tag: gestação

?O que é o Parto Humanizado? Saiba mais aqui?

A gestação pode ser cheia de dúvidas e inseguranças, desde coisas simples como a cor que irá pintar a parede do quarto do bebê, até o nome e a escolha de como será realizado o parto. Pode parecer algo simples, e essa pergunta pode até mesmo nem chegar a passar pela mente de alguns pais e mães, mas é algo para se pensar. Com toda a certeza  valerá à pena tentar tornar seu parto um processo mais fácil e menos traumático.

Antes de mais nada: o parto humanizado não é classificado como um “tipo de parto”, mas um processo que consiste em tornar esse momento único (e também difícil) algo que seja mais natural e instintivo.  Para você pode ser um choque, mas as mulheres indígenas sempre deram à luz de agachadas nas cachoeiras. Isso pode soar bem estranho, mas muitos historiadores afirmam que partos feitos dessa forma eram a forma mais comum, e que isso foi  se modificando há alguns séculos para o parto da forma como conhecemos atualmente, que, infelizmente, causa muito mais dor e desconforto.

Como é feito um parto humanizado?

Quando falamos em parto humanizado, é essencial entender que existem somente dois protagonistas: a mãe e o seu bebê. O intuito do parto humanizado é proporcionar um ambiente no qual a mãe se sinta o mais confortável possível e que provoque a menor quantidade possível de stress para o bebê. Justamente por esse motivo, quando se opta pelo parto humanizado, alguns procedimentos que geralmente são feitos em hospitais, não são utilizados, como a indução do parto, o uso de anestesia, a raspagem dos pelos pubianos, tampouco a cesariana. A não ser, claro, que a gestante opte por querer usar algum desses procedimentos.

O Parto Humanizado é um processo que perdura por todo o período da gravidez. Da mesma forma que é feito com o parto normal, a mãe tem que se preparar e conversar muito com o seu cuidador, que geralmente é um médico obstetra ou ginecologista. Caso você esteja considerando a ideia de escolher esse processo, faça uma busca por médicos humanizados, ou seja, profissionais que realizem o parto humanizado.

O cuidador é importante no parto humanizado?

Como já citamos anteriormente, o parto humanizado tem seu foco em auxiliar a mãe e o bebê, por isso mesmo é muito importante manter contato frequente com o seu cuidador desde o início, visto que existem alguns cuidados que a mãe deve receber quando opta pelo parto humanizado. Como se inteirar sobre exercícios e massagens para estimular o períneo, preparando-o para a hora do parto, e também tomar consciência da necessidade ou não da anestesia.

No processo de parto normal, um dos procedimentos é a injeção com um hormônio sintético criado para imitar a ocitocina no corpo da mulher para causar a indução do parto. É justamente essa ocitocina produzida artificialmente que faz com que a dor do parto seja tão ruim. Durante um parto humanizado, esse procedimento não é realizado, e foi constatado que a gestante tem a capacidade de suportar a dor do parto. Ainda mais com a ajuda do seu cuidador, que pode oferecer um banho de água quente, massagens e também indicar posições corporais que ajudam a diminuir a intensidade da dor.

Depois do nascimento, o bebê não deve ir direto para o exame do pezinho, mas para os braços da mãe, para que ele se acalme e, o que é muito importante: para que esse primeiro contato entre mãe e filho seja o menos estressante possível, proporcionando dessa forma um maior estimulo para a amamentação, que é um processo que conecta mãe e filho.

Confira o vídeo que separamos para você sobre o assunto:

?Gravidez: cuidados para a mulher moderna?

 

Houve uma mudança extremamente significativa na vida das mulheres nos últimos 30 anos. Nos dias de hoje, não é tão difícil encontrar mulheres em funções de comando – como exemplo tivemos até a primeira presidente mulher da nossa história!- e cada vez mais existem mulheres assumindo o papel de comando de suas famílias e, mais do que isso, no comando de suas próprias vidas.

Entretanto, esses fatos não deveriam interferir o processo de gravidez de uma mulher, embora todos saibamos que isto não é a pura verdade. A sociedade ainda não está totalmente preparada para lidar com esta questão, e sabemos que há pouca ou nenhuma consideração pelas necessidades especiais as quais uma mulher grávida tem de enfrentar no mercado de trabalho.

Falemos de alguns cuidados fundamentais para as gestantes que trabalham, e também como manter a gravidez tranquila, mesmo nos dias em que a situação da empresa estiver indo de mal a pior.

Como administrar uma gravidez e uma empesa?

Como vocês sabem, existem algumas vantagens e também desvantagens que abrangem cada cargo que você ocupa em uma empresa, e dependendo da sua situação, é muito importante seguir com uma postura comunicativa e eficiente.

  • Se você for contratada dentro do regime CLT, você tem muitas garantias, mas certamente você não vai permitir que sua gravidez seja um empecilho para sua carreira, nem o contrário. Alcançar o equilíbrio é fundamental, bem como a honestidade, pois seus colegas de trabalho e superiores irão certamente entender suas necessidades diferenciadas durante esse período. Apesar de ter menos garantias, os cargos terceirizados e as autônomas também possuem algumas vantagens.
  • Se você for empresária, tente adequar seu regime de trabalho para que a empresa consiga se manter durante sua gravidez. Pense que seus gestores devem ser muito bem instruídos, além de terem a autonomia para decidir coisas de menor importância. Se você é uma trabalhadora compulsiva, sua gravidez certamente será a cura.

  • Não existe nada que seja mais importante do que o pré natal. Remarque qualquer compromisso que possa coincidir com uma consulta pré natal. Se não for possível reagendar, mande um substituto ao compromisso.
  • Evite o stress sempre que possível e alimente-se da forma mais saudável que conseguir. Isso fará muita diferença na saúde do bebê, e também na sua recuperação depois do parto.

Quais as fragilidades da gravidez?

 

Em vários momentos da gestação, devido à grande quantidade de hormônios em ação no seu organismo, você se sentirá mais frágil e sensível, podendo até mesmo entrar em desespero e se sentir mal por perder o controle.

Esteja certa de que isto é normal, ainda mais que se você estiver em um cargo estressante, a gravidez vai fazê-lo parecer ainda pior.

Atualmente as empresas tendem a ser bem mais humanizadas que no passado, devido à repercussão negativa que algo assim pode trazer para a imagem da empresa frente à sociedade. Espera-se que uma companhia leve em consideração as particularidades de uma gestante, e que também entenda que nem sempre a funcionária vai conseguir produzir tanto quanto antes.

Como pudemos perceber, o principal segredo para manter equilibradas carreira e maternidade é saber quais são suas prioridades, que variam de acordo com o momento.

Seja como for, o que realmente importa é nunca deixar de curtir as maravilhas da gravidez em prol de uma carreira.

 

Que tal conferir o vídeo que separamos para você sobre o assunto?

You cannot copy content of this page