Tag: cores

?Quarto infantil: como transformar o quarto de acordo com a idade??

O mais incrível de ver seus filhos crescendo é perceber as transformações que ocorrem dentro do corpo e da mente deles. Estar sempre ao lado de alguém durante essa fase de crescimento e desenvolvimento, sendo a principal referência é algo mágico e demanda muita responsabilidade..

Nesse post falaremos sobre decoração de quarto infantil e  como fazê-la de forma que ela possa ir se transformando ao mesmo tempo em que a criança, afinal, ela vai crescendo e mudando seus gostos e as suas preferências, além de algumas dicas para manter a base da decoração fixa, tendo apenas que mudar os detalhes!

O quarto e as mudanças com o crescimento

É sempre muito indicado que o quarto infantil tenha uma decoração modular. Depois que o bebê passa a ser uma criança e dorme em seu próprio quarto, é fundamental que seu quarto seja muito mais do que apenas um lugar para dormir. O quarto infantil é uma das primeiras formas que a criança tem para se expressar, e é uma parte fundamental na hora de desenvolver senso estético, de pertencimento e também de preservação das coisas ao seu redor.

A parte mais importante é fazer com que o quarto seja um ambiente o mais seguro possível. Proteja muito bem as quinas dos móveis e as tomadas para dar mais liberdade e segurança à criança. Outra dica importante é usar móveis mais baixos, pois eles permitirão que a criança tenha acesso aos brinquedos e também permitirá que ela mesma os guarde. Isso é super importante para criar na criança desde cedo a noção de responsabilidade e cuidado. Se você não tem móveis para tal função, pode usar caixas organizadores com temas diversos.

Veja algumas opções para a decoração:

Invista em uma pintura direta na parece (grafite): essa é uma forma ótima de fazer a decoração do quarto da criança, pois, embora tenha um valor relativamente alto, vai oferecer um diferencial que com certeza vai deixar a criança muito feliz por anos, principalmente se ela for fã de um personagem específico ou de um cenário de desenho animado.

Colocar pôsteres e quadros com desenhos também são uma forma super eficiente e diversificada na hora de decorar o quarto infantil. Você pode apostar em colagens nas paredes ou então em quadros de madeira, que podem ser alterados de forma prática e divertida. Vale procurar alternativas para não precisar furar a parede nem deixar marcas.

Outra dica é usar um papel de parede que seja mais neutro. Pode ter cores suaves, ter alguma textura, o que importa mesmo é que seja um papel de parede mais discreto que faça com que a criança goste por muito mais tempo. Procure escolher cores que agradam a criança, mas sem exagerar nos tons, certo?

Quais as cores mais recomendadas para quartos infantis?

O uso de cores energéticas no quarto pode ser bem interessante, como os tons de laranja e amarelo, mas somente em nuances pastel e paletas mais leves. Tome cuidado com cores mais fechadas e escuras, pois elas podem acabar sugando a luz e deixando a criança deprimida.

Procure fugir do óbvio de forma criativa, projetando cores que poderão facilmente acompanhar o desenvolvimento da criança sem ter que ser alteradas a cada pouco tempo.

Confira o vídeo que separamos para você sobre o assunto:

?Cores de tintas para a sala: mude sua decoração com estilo?

A escolha dos elementos de decoração de um ambiente tão importante como a sala geralmente é bastante trabalhoso e, ao mesmo tempo, super interessante e divertido. Uma das primeiras coisas que você deve ter em mente são as cores de tinta para a sala que complemente o estilo que você almeja.

Antes de pensar nisso, no entanto, você precisa ter em mente o que você deseja da sua sala, qual será a função dela, qual a proximidade dela com outros ambientes da casa e, o mais importante, qual a linha de decoração você pretende usar na sua sala.

Leia esse post até o final e confira várias dicas de cores de tinta para a sala, quais as consequências de escolher certas cores, além, é claro, de dicas de texturas e outras alternativas para arrasar na decoração.

As cores de tinta e o estilo de vida

Uma das partes mais importantes e interessantes da decoração é a possibilidade de usá-la para expressar seus interesses e seu estilo de vida, além de deixar o ambiente com a cara dos moradores.

Embora uma decoração exageradamente personalizada possa acabar soando egocêntrica, é sempre importante deixar clara a intenção do cômodo e também conferir um toque de personalidade. A cor é simplesmente a base de tudo, por isso é tão importante.

As cores escolhidas serão o plano de fundo da decoração. Elas são a base que sustenta o restante da decoração e dita o estilo. A forma como você vai usar é bem pessoal, mas daremos algumas dicas para você começar a pensar nas cores de tinta para a sala, frisando alguns  detalhes importantes.

As cores mais claras são indicadas para quando você deseja expandir seu espaço, fornecendo mais iluminação para ele. Nesse caso, você deve decidir entre cores de tinta com tons pastéis ou mais vivos. Opte pelos tons pastéis se você deseja um estilo clássico e mais neutro, em que a parte principal fique por conta dos móveis e acessórios de decoração. Nesse caso, tons de amarelo, marrom, verdes, azuis e até mesmo tons mais quentes como rosê ou vermelho são ótimas opções.

Para cores mais claras e mais vivas, os tons de azul, como o azul Tiffany, dão ao ambiente mais vida e movimento, sendo também uma forma de dar mais personalidade à sala.

Já as cores mais escuras dão a sensação de diminuir o espaço e tendem a deixar a sua sala mais aconchegante e envolvente, sendo uma ótima opção para quem deseja um ambiente acolhedor. Nesse caso, o segredo é não forçar demais na cor, para que as cores de tinta para a sala não transformem a sala em um ambiente opressivo. Se quiser trabalhar com cores mais fortes e escuras, opte por tons terrosos e tons de verde, que fazem com que as pessoas se sintam à vontade e renovadas no ambiente. Se você pretende usar textura, mantenha-a em harmonia com o restante da casa e crie opte por uma cor que aceite outros elementos de decoração.

Confira o vídeo que separamos para você sobre o assunto:

?Cores de tintas: saiba quais as cores escolher!?

Com a rotina dos dias, a vontade de mudar e renovar aumenta casa vez mais, não é mesmo? Alguns trocam a decoração, outros mudam o visual e outras ainda mudam algo significativo em suas vidas, como um mau hábito ou então resolvem iniciar algo que sempre haviam adiado, como exercícios e outras atividades.

Falaremos agora sobre as cores de tintas, os vários estilos disponíveis e todas as vantagens de renovar a sua casa, seja por dentro ou por fora. Além de algumas dicas super importantes, que dificilmente você receberia de pessoas que não sejam profissionais ou que não tenham um conhecimento grande sobre tintas! Vem com a gente!

Como escolher as cores de tinta para cada ambiente?

Sabemos que as cores das tintas tem uma profunda relação com o ambiente e o que se espera transmitir nele. Seja nos ambientes de descanso, de estudo ou de convivência, existem cores específicas para todos eles. Além dessa influência, o gosto pessoal também tem que ser levado em consideração, o que acaba ressignificando as coisas para quem está pintando.

O ideal é sempre buscar um equilíbrio para que a escolha não afete as pessoas de forma negativa. Veja agora algumas ideias de cores para usar:

  • Áreas de convivência: Procure usar tons terrosos ou então tons de laranja, que passarão a sensação de conforto e comunicação facilitada. Evite cores mais quentes como o vermelho e o amarelo, pois elas fazem com que as pessoas fiquem pouco à vontade e irritadas com mais facilidade. Evite também os tons frios muito escuros, como o azul e o roxo, que irão roubar toda a iluminação do cômodo, deixando-o com um ar melancólico demais. Se você for usar algumas das cores não recomendadas, procure utilizá-las em tom pastel ou puxando para algo mais terroso, como os tons de argila ou azuis mais brilhantes.
  • Quartos e outras áreas mais pacíficas: aqui as palavras de ordem são restauração e descanso. Por mais estranho que pareça, o verde é uma excelente escolha nesses casos, pois aumentará a capacidade do corpo de restaurar as energias e a desenvolver novas ideias e conceitos. O frescor e a renovação do verde são excelentes opções para, por exemplo, um home office, que também precisa passar a ideia de conforto, mas é importante frisar que mesclado ao conforto, precisará de tons e referências para manter a pessoa focada e ativa.
  • Parte externa: Para a parte externa, é super importante relacionar com as casas ao redor, tentando não chamar atenção excessiva, mas também ressaltando uma característica única à sua casa, que mostre suas características para o mundo. É preciso cautela ao usar cores chamativas, mas elas podem ser uma opção se você deseja realmente chamar a atenção.

Como obter a melhor pintura?

Antes de mais nada, compre os melhores materiais. Isso ajuda muito a obter resultados incríveis. Outro ponto importantíssimo é sempre saber o que se está fazendo. Se você não estiver confiante ou se tiver problemas com a pintura, é indicado chamar um profissional, ou pelo menos uma pessoa com mais experiência para te auxiliar. Ter sempre pincéis para os detalhes, como frisos e rodapés ajuda muito e a dica mais importante de todas: Se você notar que as tintas que escolheu têm a mesma cor, mas não pertencem ao mesmo lote, misture-as e então é só colocar as mãos à obra!

Confira o vídeo que separamos para você sobre o assunto:

?Azul Tiffany na decoração: Você sabe como combinar??

A cor turquesa, que recentemente ficou muito popular como azul Tiffany, é uma cor super em alta para o quesito decoração, pois é divertida e dá um destaque na a decoração, mas, ainda que seja linda, ela é considerada um pouco difícil de combinar.

Saiba nesse post como usar o azul Tiffany na decoração da sua casa, quais os detalhes e a mensagem que essa cor transmite, além dos diferenciais que o azul Tiffany tratá para o seu cômodo.

Por que é tão difícil combinar o azul Tiffany?

O azul Tiffany pode ser considerado uma cor difícil para ser combinada por ser uma cor bem no “meio do caminho”. Ela não chega a ser um tom pastel nem vibrante demais. Não chega a ser uma cor cítrica, mas também não tem aquele ar de cor fria, o que faz dela uma cor bastante versátil e ousada. Justamente por isso ela foi associada a uma das mais famosas joalherias do mundo, sendo incorporada à sua identidade visual e fazendo com que a cor começasse a ser um sinônimo de elegância e sofisticação.

O que pouca gente sabe, no entanto, é que justamente por ser tão diferente e fresco, o azul Tiffany pode ser usado com a ideia de arejar ambientes mais fechados, auxiliar na iluminação e também dar aquele ar retrô, pois remete às cores de carros e eletrodomésticos usados amplamente nas décadas de 50 e 60.

O azul Tiffany é divertido, envolvente e também diferenciado. Além de ser muito eficiente para quem deseja uma cor que transmita a sensação do retrô e do moderno ao mesmo tempo, sendo refrescante e levemente calmante, ao mesmo tempo em que passa uma sensação de alegria e  inocência infantil.

Por falar em crianças, independentemente do sexo do seu bebê, o azul Tiffany é uma ótima ideia para elementos do quarto dele, ou até mesmo como uma cor predominante, pois fará com que ele tenha dias ativos, mas não irritadiços, por também ser uma cor calmante, além de noites tranquilas e repousantes.

Quais os cuidados para combinar o azul Tiffany?

Ainda que seja uma cor muito tranquila e fácil de ser combinada, o azul Tiffany não deve ser usado como cor de apoio (que é uma cor mais neutra e menos expressiva, usada para dar contraponto a uma cor mais forte), justamente por ser totalmente energética e, dependendo da cor que você utilize junto a ela, pode ser um problema. Não recomendamos combinar o azul Tiffany com cores muito quentes e berrantes, no entanto, o azul Tiffany combina super bem com tons amadeirados e terrosos de marrom e até mesmo algo mais claro, como o laranja, mas sempre  deve estar em posição de liderança e destaque.

No caso de elementos mais pontuais do azul Tiffany, ele é indicado para ficar como o destaque de uma decoração mais sóbria, pois passa um ar divertido e romântico que pode ser de um móvel, armário, eletrodoméstico (geladeiras com design vintage ficam lindas em azul Tiffany) e até mesmo em murais e outros itens decorativos.

Use o azul Tiffany com moderação, pois é super fácil se perder com uma cor tão marcante e, se você perceber que ele está se destacando demais, tente trocar a peça de lugar, pois esta cor pode se tornar bastante temperamental entre cores mais vivas, criando uma verdadeira guerra de cores, que vai acabar com qualquer tentativa de tornar esse ambiente mais acolhedor e confortável.

Confira o vídeo que separamos para você sobre o assunto:

 

You cannot copy content of this page