Tag: colica

?Atroveran funciona? Saiba mais sobre ele?

O Atroveran é um poderoso e diferenciado remédio, e é indicado para evitar tanto as cólicas quanto as dores menstruais, pois ele é um analgésico e também antiespasmódico. Ele é um dos mais tradicionais remédios do Brasil , e é amplamente utilizado para cólicas em geral. Se você não sabe ao certo como ele funciona, leia esse artigo até o final e fique por dentro dos detalhes do Atroveran, dos seus diferenciais e também suas restrições. Além disso, falaremos também sobre como ele age em seu organismo para acabar com as tão indesejadas cólicas.

Como funciona o Atroveran e quais seus princípios ativos?

Como já esclarecemos anteriormente, o Atroveran é um remédio que possui efeito analgésico e antiespasmódico, que é capaz de aliviar não somente as dores decorrentes da menstruação, mas também outros tipos de cólica, como as de rins e fígado. O Atroveran, além de ser considerado um anestésico muito eficaz, ainda possui em sua composição o alcaloide papaverina, que ajuda no controle dos espasmos da dor. Isso tudo é somado aos efeitos da atropa belladonna, também presente em sua composição, que é capaz de diminuir os movimentos involuntários do corpo que aumentam ainda mais a dor dos espasmos quando eles acontecem. Assim, o Atroveran é muito eficiente para aquela dor característica que causa espasmos, que é proveniente da menstruação, de se alimentar em excesso ou até mesmo de cólicas provenientes de outros sintomas.

A principal vantagem do Atroveran em relação aos outros antiespasmódicos disponíveis é que ele é completamente eficiente combatendo a dor, pois a dipirona em sua composição atua como analgésico principal e auxilia no controle da pior parte das cólicas: as dores.

O Atroveran possui contraindicações?

Como todos os medicamentos, o Atroveran também possui algumas contraindicações, sendo uma delas a hipersensibilidade a algum composto de sua fórmula, especialmente se for a dipirona ou a papaverina. Também tem o fato de que há algumas patologias as quais o medicamento ocorre como uma interação contrária, como o glaucoma, a hipertrofia da próstata e problemas respiratórios considerados graves, como bronquite, asma e relacionados.

Também há que ser levado em conta as interações medicamentosas, que podem acarretar em algo desagradável. As combinações do Atroveran com medicamentos entorpecentes ou hipnóticos podem levar até mesmo ao coma.

Também é altamente recomendável evitar o consumo de bebidas alcoólicas simultaneamente ao uso do Atroveran, pois pode causar os mesmos riscos que a interação de Atroveran com os medicamentos entorpecentes.

Como fazer com que o Atroveran alcance sua máxima eficácia?

Uma questão muito importante sobre o remédio é a posologia, ou seja, o modo se usar. Se você não tomar a quantidade suficiente, sua dor pode diminuir, mas não acabar de vez, mas também, caso utilize uma dose muito grande, você pode ter sérios problemas. Por isso mesmo é tão importante saber a posologia deste medicamento.

Recomenda-se tomar de 1 a 3 comprimidos assim que você começar a sentir dor. Espere pelo menos uma hora para verificar se o remédio fez efeito antes de tomar outra dose. Não ultrapasse a quantidade de 8 comprimidos de Atroveran por dia, pois isso pode acarretar em problemas com seus movimentos peristálticos.

Como você pôde notar, o Atroveran é um medicamento muito eficiente, se for usado de forma consciente e correta, pois ele pode livrar você do sofrimento que essas dores lhe causam e isso certamente trará uma qualidade de vida bem maior.

Procure sempre ter Atroveran em sua casa, ou na bolsa, principalmente se você costuma sofrer bastante durante o período menstrual ou até mesmo se você, vez ou outra, exagera na bebida ou naquele almoço de domingo com os familiares.

Confira o vídeo que separamos para você sobre o assunto:

?Colica menstrual: dicas para suportar?

A natureza é realmente implacável. Mês após mês as mulheres sofrem com indesejáveis dores na região abdominal, provocando muito incômodo antes ou durante a menstruação. Também chamada de dismenorreia, a cólica menstrual, é tão desagradável quanto o seu nome sugere.

Por qual motivo as mulheres tem cólica?

To corpo feminino possui estruturas reprodutivas, como o útero, os ovários e as trompas. Todos os meses essas estruturas se preparam para gerar um bebê. Durante essa preparação, é criada uma camada dentro do útero chamada endométrio, que tem a função de nutrir o embrião. Quando o corpo se dá conta de que o óvulo não foi fecundado e de que não terá a necessidade de suprir o tal embrião, ele inicia o processo de maneira inversa – o endométrio percebe que não terá mais utilidade e libera a prostaglandina. Essa substância faz com que o útero se contraia para que o endométrio seja eliminado do organismo. As contrações do útero faz com que os nervos e os vasos sanguíneos à sua volta se comprimam, causando as dores no baixo-ventre. E é assim que, então, que surge a cólica menstrual.

Como suportar as cólicas menstruais?

Quando dores muito grandes se tornam rotina na vida de uma mulher, é indicado procurar um ginecologista para averiguar o motivo de todo esse incômodo, fornecendo o diagnóstico correto através de exames clínicos e laboratoriais.

Se a causa da dor for reflexo dos hormônios do período menstrual, a melhor forma de tratar é praticar exercícios físicos para que seja liberada a endorfina, para que ela colabore com o relaxamento do corpo. Ingerir alimentos ricos em fibra também é recomendado, além da aplicação de algumas bolsas de água quente. Certamente isso já será suficiente para aliviar as dores. Mas, se a cólica tiver um fundo patológico, será necessária a ingestão de medicamentos de acordo com a orientação do seu médico.

Para saber qual o tratamento ideal para sua cólica menstrual, procure um ginecologista, pois ele, como um especialista no assunto, poderá fornecer o diagnóstico correto e, caso necessário, iniciar o tratamento mais indicado para você.

No entanto, aqui vão algumas dicas que aliviam a dor da cólica menstrual:

Procure um médico que lhe oriente algum medicamento: Os tratamentos  geralmente são feitos à base de antiespasmódicos ou com um anticoncepcional, caso seus sintomas da TPM sejam muito severos. Alguns médicos chegam até mesmo a recomendar o uso de anticoncepcionais como o elani ciclo, diclin ou ciclo 21. Mas lembre-se que somente ele, por meio de exames, poderá recomendar sua utilização.

Dê uma chance à homeopatia: Alguns remédios como Lachesis, Sépia, Calcarea Carbônica, Caulophyllum e Chamomilla são bastante indicados para os casos de cólica, mas a recomendação vai depender das características de cada pessoa.

Se possível, repouse: Só o fato de deitar com a barriga para baixo, deixá-la apoiada em um travesseiro, de modo a comprimi-la, já irá diminuir as dores da cólica menstrual.

Pratique exercícios físicos: Algumas atividades como o alongamento, a ioga, a caminhada ou até mesmo pedalar ajudam bastante. Se forem feitos de forma regular e moderada, eles liberam endorfina no seu organismo, que faz com que as dores amenizem.

Consuma chás: Procure fazer chá de ervas como Angélica chinesa, que apresenta efeito antiespasmódico, agoniada (Himatanthus lancifolius), que também tem ação analgésica, ou canela, que é muito utilizada desde tempos antigos no tratamento da cólica.

Use uma bolsa de água quente: Coloque-a na região lombar e no abdome. O calor vai estimular a irrigação, relaxar a musculatura e amenizar o impacto das contrações do útero.

 

Consuma os seguintes alimentos: Alimentos ricos em cálcio (laticínios e vegetais escuros), magnésio (presente na soja, banana, beterraba, aveia, tofu, couve e abobrinha) e gorduras poliinsaturadas (presentes no salmão, atum e castanha do Pará) irão te ajudar.

Pratique pilates: As dores serão amenizadas pelo trabalho concentrado no centro de força, que fica na região abdominal. O controle da espiração também contribui bastante para diminuir  as tensões que agravam as dores. As aulas durante esses períodos devem ser modificadas, tendo a intensidade dos exercícios diminuída, especialmente os exercícios abdominais. Alguns profissionais também recomendam que seja feita a massagem tailandesa de forma a aliviar essas dores.

Procure evitar os seguintes alimentos: Esqueça os alimentos com muita gordura, pois eles favorecem a maior produção de hormônios femininos. Evite também os embutidos e as bebidas que contenham cafeína (café, chá preto e refrigerantes).

É válido ressaltar que, ainda que muitas dessas dicas funcionem efetivamente, apenas um médico poderá fornecer um melhor diagnóstico.

Confira o vídeo que separamos para você sobre o assunto:

You cannot copy content of this page