?Dieta semanal: Uma forma prática de emagrecer?

Uma das maiores dificuldades das pessoas que não conseguem emagrecer é o fato de comer ou preparar refeições muito rapidamente. Ao consumir alimentos de forma rápida, a alimentação se torna ruim e completamente inadequada, além de fazer com que a pessoa coma uma quantidade maior do que a necessária.

Leia esse artigo até o final e aprenda uma dieta semanal que vai desde a compra dos produtos, passa pela preparação e consumo dos alimentos e vai até a preparação de um cardápio semanal, que fará com que sua alimentação deixe de ser algo monótono e se torne bem mais interessante, fazendo com que você leve uma vida muito mais saudável.

Como posso aderir à dieta semanal sem muito tempo para cozinhar?

A dieta semanal é uma espécie de manual de o que comer durante a semana. É muito mais do que uma simples dieta: é uma reeducação alimentar. A dieta semanal é composta por um cardápio bastante balanceado que será utilizado para deixar organizada sua rotina de alimentação. Além de ser uma espécie de guia de o que você deve pegar e qual a quantidade no buffet por quilo, irá direcionar sobre o que deve ser colocado na marmita que você leva para o trabalho.  Além desses benefícios, você ainda conseguirá deixar sua semana mais organizada, caso more sozinho, ou aproveita a oportunidade e melhora os hábitos alimentares de toda a família, ajudando a manter organizadas as compras do mês.

É importante frisar que por ser uma dieta mais generalizada e não uma daquelas dietas com foco na perda de peso, ela deve ser feita juntamente com atividades que ajudarão na perda de peso, como o aumento de fibras na alimentação, alimentos que desintoxicam, uma rotina de exercícios e o consumo de água necessário e em quantidade suficiente.

Para fazer com que a dieta semanal funcione, principalmente se você deseja melhorar sua qualidade de vida mesmo que não disponha de muito tempo, é preparar a comida da semana nos finais de semana e congelar as porções, deixando para fazer na hora somente o que for acompanhamento. Uma outra vantagem é que, além de fáceis de carregar, as frutas são muito práticas e ao consumirmos porções de salada de frutas ou biscoitos com quantidades elevadas de fibras, ajudamos a manter a vontade de comer doce bem longe!

Quando você passar a fazer a dieta semanal para regularizar a forma como se alimenta, seu organismo vai se acostumar com uma determinada quantidade de comida naquele horário específico, o que ajudará bastante no equilíbrio alimentar.

Como posso variar a minha dieta semanal?

Quando você for montar sua dieta semanal, pense em um almoço e um jantar compostos por estes elementos:

  • Base do prato: É a porção principal do prato, que deve ser sempre um carboidrato,  servido em uma porção reduzida, mas que te satisfaça. Por exemplo: arroz e feijão, quinoa, lentilha, batatas (em forma de purê ou simplesmente assadas ou cozidas). O prato pode combinar mais do que uma única porção, desde que não se passe da quantidade de uma porção de cada um dos componentes.
  • Prato principal: É composto por uma proteína, que pode ser animal ou vegetal. De preferência, sirva-se de uma porção um pouco menor que a da base, mas que também possa lhe oferecer uma base energética satisfatória.
  • Saladas e guarnições: Verduras e legumes, preferencialmente crus, acompanhados, vez ou outra, de pequenas porções de proteína, que darão um sabor a mais no prato e fornecerão o restante de vitaminas e minerais necessários.

Usando esses elementos você pode criar o prato que melhor se adeque à sua dieta semanal, levando em conta seu paladar e também seu orçamento. Além disso, é sempre bom preparar tudo preferencialmente cozido ou assado.

A dieta semanal é uma ótima opção para começar uma reeducação alimentar e tornar o ato de se alimentar algo prático, mas sempre interessante. Se você busca dieta diferenciada, pode também procurar um nutricionista.

Confira o vídeo que separamos para você sobre o assunto:

Leave a Reply