00:32 18
↑35° ↓25° Mossoró-RN
Neto Queiroz
Postado em 19/04/2014 por Neto Queiroz

VOCÊ É RESPONSÁVEL POR SUA EQUIPE

 

Na Segunda Guerra, o primeiro-ministro Winston Churchil fazia discursos e se referia a Hitler e aos bandidos nazistas como “gangsters”. Hitler era pouco mais do que um chefão da máfia, usando a violência e intimidação para controlar a nação alemã. Ele intimidou a maior parte da Europa para ficar submissa e não prestou a atenção nos conselhos de seus competentes marechais de campo.

Quando a derrota era iminente, Hitler sim agiu como um chefão da máfia que se tornou dedo-duro; ele culpava todo mundo por tudo.

Depois que a Alemanha foi reduzida a uma pilha de escombros, Hitler teve peito para dizer que os alemães eram indignos de sua liderança e mereciam o que estava acontecendo. Isso é que é negação.

Antes de estourar os seus miolos perturbados, Hitler deixou um bilhete suicida dizendo que nunca quis a guerra e que nada daquilo era culpa sua. De quem era então? Os grandes homens aceitam a responsabilidade pelos seus erros, bem como pelo vacilos que ocorrem sob o seu comando.

O general Dwight Eisenhower preparou um discurso aceitando a responsabilidade, caso o desembarque na Normandia fracassasse.

Qualquer general sob o seu comando poderia ter metido os pés pelas mãos, mas ele, como comandante supremo dos aliados, sabia que era responsável por todos abaixo dele. A operação foi um sucesso, e o ‘chefão da máfia’ deposto, ou seja, Eisenhower não teve de fazer aquele discurso em público.

Os vencedores aceitam a responsabilidade, aprendem com os erros e seguem em frente. Os perdedores se afogam  na própria negação e, às vezes, no próprio sangue, como foi o caso do “verme” Adolf Hitler.

 

PLUGADO

As movimentações políticas neste final de semana, que já se apresentavam ‘vagarosas’ nos dias anteriores, entraram em um ritmo ainda mais lento. Fruto do final de semana prolongado. Era de se esperar.

 

Questionaram da coluna a divulgação da agenda do candidato do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL), Raimundo Nonato Sobrinho, o Cinquentinha.

 

A coluna esclarece que desde que o processo foi deflagrado, não recebemos uma informação sequer do postulante. Nem agenda de campanha e nem informação. Isso é um direito que assiste ao Raimundo. Ele informa quem ele quer e quando desejar. Nós nos limitamos a respeitar. Só.

 

Os demais postulantes, de uma maneira ou de outra, procuram interagir com os veículos de comunicação. Seja por meio da divulgação de agenda ou mesmo informações alusivas as movimentações de campanha. E são divulgadas, na medida do possível. O espaço está aberto a todas coligações.

 

Como sempre ocorreu, esta GAZETA nunca deixou nenhum postulante de fora, mas se faz necessário que o próprio mostre que “existe” e que realmente está no páreo.

 

NOTAS GERAIS

MODERNIZAR A MÁQUINA

O próximo gestor do município, além dos desafios comuns e inerentes à própria questão, tem um em particular: modernização da máquina administrativa municipal.

 

AGILIDADE NECESSÁRIA

A população, o setor produtivo, o cidadão pede, cobra e clama por agilidade na máquina administrativa. Sem particularizar a questão, reconhecemos o esforço de alguns gesetores em dar celeridade as ações governamentais, mas, de um modo geral, ainda há muito o que ser feito.

 

OPERACIONALIZAÇÃO NA SAÚDE

Na saúde, a implementação de métodos voltados a um atendimento mais dinâmico e eficiente resultaria em ampla aceitação e, mais do que isso, bem-estar e qualidade de vida ampliada para os nossos municípes. Esse é o caminho.

 

MOBILIDADE URGENTE

Outro desafio, comum as cidades com o porte de Mossoró, é a mobilidade urbana. O gestor eleito no pleito de 4 de maio precisa ser arrojado, corajoso e acima de tudo inteligente para buscar alternativas viáveis para o confuso trânsito da cidade.

 

INCENTIVO À INDUSTRIALIZAÇÃO

O próximo gestor também precisa estimular a industrialização da cidade. Atrair novas indústrias, por meio de incentivos é a tendência natural, mas tem de se criar mecanismos de fortalecimento das indústrias já existentes por aqui.

 

FORTALECIMENTO DO COMÉRCIO

Também não podemos deixar de sugerir ao próximo gestor ações direcionadas ao fortalecimento do comércio local. O mesmo, diante da inércia das entidades que o representam, andam meio capengas. A criação de um “calçadão”, na visão da coluna, seria o começo de um trabalho visando o fortalecimento do comércio nas ruas centrais de Mossoró.

 

RÁPIDAS

• MENSAGENS - A governadora Rosalba Ciarlini (DEM) tem emitido mensagens cifradas a respeito do processo eleitoral suplementar.

• HIPÓTESE ALGUMA - Em uma mobilização política, ela conclamou que, “em hipótese alguma”, a cidade deve ser entregue aos seus adversários.

• TRADIÇÃO - Tradicionalmente, os seus adversários são representados pela deputada federal Sandra Rosado e seu bloco político. Portanto...

• EFEITO DIX-HUIT - Rosalba, para o bom entendedor, deixou claro que poderá apoiar a candidatura que se apresentar competitiva. A lá Dix-huit...

• REVELAÇÃO - O ex-deputado Carlos Augusto me disse uma vez que Dix-huit apoiou Rosalba quando esta tinha a vitória nas mãos.

 

 Desde que foi “apresentado” como pré-candidato do PMDB ao Governo do Estado, não se percebe ou não se observa o deputado Henrique Eduardo Alves se comportando como tal. Não se vê uma firmeza por parte do presidente da Câmara dos Deputados em se posicionar como um postulante à chefia do Poder Executivo estadual. Percebe-se claramente um receio de Henrique

Charge
Twitter
(0xx84) 3314.1687
Avenida Cunha Mota, 100 - Centro - Mossoró(RN) - CEP: 59600-160