🥇 Como evitar e tratar flacidez 🤔

Se você não sabia, agora vai saber! A pele é o maior órgão do corpo humano e a sua principal função é a proteção dos outros órgãos dos fatores externos, também atua na regulagem da nossa temperatura, nos fornecendo o sentido do tato,  a proteção dos tecidos subjacentes e revestindo o corpo. Existem diversos fatores que influenciam na saúde da pele e na sua flacidez. Homens e mulheres sofrem com isso, mas adivinha qual dele são os mais afetados?As mulheres! Isso porque geralmente quando a mulher se torna mãe, boa parte dos seus nutrientes vão para o filho e a pele que precisa constantemente de diversos tipos de nutrientes, fica a ver  navios.

Neste pequeno artigo vamos falar sobre flacidez e também sobre como milhares de mulheres ao redor do mundo vem fazendo para evitar este mal que deixa qualquer autoestima, lá embaixo!

Quais são os diferentes tipos de flacidez?

Podem ser identificados pelo menos  três casos diferentes de flacidez:

  1. A flacidez acentuada;  causada principalmente por perda de peso muito grande em pouco tempo;
  2. A flacidez causada pelo envelhecimento da pele;
  3. A flacidez muscular, causada pela falta de exercício.

Como tratar a Flacidez Acentuada?

Para o caso das pessoas que perderam peso muito rápido, a flacidez se torna irreversível por meios considerados naturais. Este tipo de flacidez é comum em em pessoas que fizeram cirurgia bariátrica,  e é importante saber que ao se submeter a um procedimento como este, será necessária uma cirurgia de remoção de pele. É isso o que o emagrecimento muito acelerado faz e infelizmente este tipo de flacidez só pode ser resolvido com cirurgia plástica.

Como tratar a Flacidez por Envelhecimento?

Para o segundo caso, que é a flacidez por envelhecimento,  ela é muito comum em pessoas idosas e se deve a baixa produção de colágeno e elastina. Em alguns casos o organismo para de produzir completamente. Por isso, este tipo de flacidez é causada principalmente pelo fato de as fibras que sustentam a pele ficarem fracas. É por isso que muitas vezes precisamos ficar atentos a ingestão correta de colágeno, para que quando sejamos mais velhos este tipo de problema não venha acontecer. Alguns fatores como  o sedentarismo e o efeito sanfona colaboram estas fibras fiquem fracas.

Como tratar a Flacidez muscular?

Quando as fibras que sustentam a pele perdem a tonicidade, o músculo perde força. E isso acontece pela falta de estimulo correta nas regiões que estão flácidas. Exemplo disso é o bumbum, que sem os exercícios corretos geralmente fica caído e nada faz com que suba. Também é o caso das bochechas, que sem os exercícios adequados, fica murcha e cai. Por isso, para tratar corretamente a flacidez muscular é importante se exercitar!

Afinal, tem como nunca ficar flácido?

Sempre que falamos de algo como a flacidez é importante dizer que ela é melhor evitada do que combatida. É o velho: “é melhor prevenir do que remediar” de novo. Contudo, ainda é mesmo a melhor solução. Por isso, algumas dicas para que você elimine a flacidez:

  1. Observe a sua alimentação: uma dieta rica em proteínas ajuda na produção de colágeno, que irá manter a pele bonita e firme por mais tempo;
  2. Mantenha uma rotina de exercícios regular:  e de preferência os aeróbicos, pilates e malhação, que ajudarão na perca de gordura e na conquista de massa magra – combatendo ao mesmo tempo a flacidez;
  3. Saiba a hora de tomar um suplemento de colágeno: todo mundo pode ficar flácido e este é mais um dos efeitos indesejados do tempo, por isso, se você quer evitar este estresse flácido na sua vida é mais do que hora de tomar um suplemento de colágeno devidamente hidrolisado. Desta forma, você evitará pelo menos dois tipos de flacidez e garantirá uma pele mais bonita e jovem ao mesmo tempo.

Viu só? São pequenas ações diárias que podem nos ajudar a evitar grandes problemas no futuro. É por isso que as decisões são realmente importantes na nossa vida. Decidir o que comer, o que tomar, como se exercitar, que estilo de vida manter, se vai comer comida gordurosa, se vai cuidar da alimentação, se vai beber refri ou água. Todas essas decisões que parecem corriqueiras são na verdade nosso maior desafio. Afinal, é de gota em gota que se faz o oceano!

Leave a Reply